Deixar em livro a memória dos anos passados no D. José da Costa Nunes  

 

É hoje lançado o terceiro anuário do Jardim de Infância D. José da Costa Nunes, onde estão reunidas não só fotografias dos alunos que frequentaram a escola nos anos lectivos de 2013/2014 e 2014/2015, mas também das celebrações que tiveram o estabelecimento de ensino como palco. A capa do livro é assinada pelo arquitecto Carlos Marreiros. A educadora Maria do Carmo Pires e o ex-aluno André Ritchie oferecem o seu testemunho dos tempos passados no infantário.

 1.D.Jose Costa Nunes

“As palavras são um manjar que nos reconfortam a alma, quando nos encontramos perdidos no meio de um grupo de barulhentas e irrequietas crianças, saltitando e ‘purilando’ à nossa volta com uma vontade ávida de serem atendidas. Ali só elas existem… e os outros, quais outros? Não, naquele momento o actor principal tem que ser escutado, porque o assunto a comunicar é muito importante…”. É com estas palavras que Maria do Carmo Pires descreve algumas das alegrias e dos desafios inerentes à educação de crianças nos primeiros anos das suas vidas. A educadora assume nas páginas da obra que é hoje lançada os filhos que de uma forma se tornam seus também, na construção de um núcleo familiar que “sem que déssemos por isso aumentou de forma exponencial”.

O Anuário do Jardim de Infância D. José da Costa Nunes é “puro trabalho voluntário e fruto do esforço de um conjunto de pais e encarregados de educação” refere Fátima Oliveira, presidente da Associação de Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Jardim de Infância D. José Costa Nunes (APCN).

A memória das várias actividades organizadas pela escola e pela organização dirigida por Fernanda Oliveira encontra-se registada nas páginas do livro. Nas palavras da dirigente, tal implica que “cada vez que há um evento, o Dia do Pai, o Dia de Mãe, o Carnaval, o Ano Novo Chinês, as festas de Natal, a festa de fim de ano tem que se pensar que tem que se tirar fotografias para guardar para o anuário.”

Um outro desafio associado à publicação do Anuário passa pela tradução dos textos para inglês e chinês, tarefa dificultada pela ausência de pais chineses no seio da Associação, o que obriga ao recurso a tradutores profissionais. Todo o restante trabalho é “completamente voluntário”  e dividido entre vários encarregados de educação que aceitam fazer parte do projecto.

À semelhança do que sucedeu em anteriores edições da iniciativa, a APCN convidou de novo um artista local para desenhar a capa. Carlos Marreiros diz que teve “o maior gosto em colaborar”. A explicação do mote por si criado – “Sou criança, tenho sonhos, quero voar”- surge por acreditar que “a educação das crianças tem que ser multidireccional, as crianças não podem ser formatadas monoliticamente.”

A inspiração surgiu no universo mágico de Peter Pan, materializado num “desenho muito simples, linear, branco em fundo vermelho e com crianças a voarem, gatos a voarem”. Com a sua criação o arquitecto pretende passar a mensagem de que ser criança é o melhor do mundo: “O ofício da criança nos primeiros anos de vida é brincar e a brincar aprende-se a sonhar, a brincar aprende-se que a vida é muito mais para além do que uma linha recta”, explica.

O livro que é hoje apresentado começou a ganhar forma no ano passado, altura em que foi tomada a decisão de agrupar dois anos lectivos numa só edição de forma a não existir um desfasamento entre o lançamento do livro e os anos lectivos retratados. As duas primeiras edições do a Anuário, lançadas em 2013 e 2014, correspondiam a apenas um ano lectivo. A presidente da APCN não descarta a possibilidade de o anuário passar a ser uma edição bianual, referindo, ainda assim, que a questão está ainda a ser discutida.

Fátima Oliveira adiantou ainda que hoje será anunciado o lançamento da página electrónica da APCN, um projecto antigo que só agora está a ganhar forma. A representante dos pais e encarregados de educação do estabelecimento de ensino adiantou que o projecto será apresentado em Maio e que nele estarão disponíveis informações acerca da associação de pais e das suas actividades e também sobre como chegar à compra do livro.

O lançamento da terceira edição do Anuário do Jardim de Infância D. José da Costa Nunes decorre hoje pelas 18h15 e tem como convidado de honra o secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam.

 

CVN

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s