Hong Kong: Pacientes infectados com legionella poderão ter contraído a doença em Macau  

 

Os Serviços de Saúde de Hong Kong acreditam que foi durante a estadia no território que três residentes da antiga colónia britânica contraíram legionella. O caso suspeitas quanto à presença da bactéria na unidade hoteleira onde ficaram alojados e os Serviços de Saúde de Macau já conduziram testes no Parisian. Os resultados serão conhecidos dentro de uma semana.

1.The Parisian

O secretário para a Saúde de Hong Kong, Ko Wing-man, negou que tenham existido atrasos no processo de investigação do caso dos três residentes da RAEHK  que terão contraído a doença do legionário durante a passagem por Macau. Questionado numa conferência de imprensa sobre um eventual problema de comunicação entre as duas Regiões Administrativas Especiais, Ko Wing-man, citado pelo South China Morning Post, referiu que o Departamento de Saúde teve que realizar “certos procedimentos” para descobrir a causa da infecção, garantindo que iria manter o contacto entre as duas partes até o assunto estar resolvido.

De acordo com a Direcção dos Serviços de Saúde da RAEM, o factor comum aos três pacientes é o hotel Parisian, onde dois dos infectados pernoitaram entre Janeiro e Março e a terceira ficou alojada em Dezembro do ano passado. No entanto, o South China Morning Post refere que a terceira pessoa apenas “realizou uma visita” ao hotel, não tendo ficado alojada na unidades hoteleiro. Os dois primeiros homens começaram a sentir sintomas de infecção por legionella entre Janeiro e Março e o terceiro no mês após a sua estadia no território, avançou a Direcção dos Serviços de Saúde. Contudo, Macau foi apenas notificado pelo Departamento de Saúde de Hong Kong no passado dia 21.

Em comunicado, os Serviços de Saúde de Macau referem que receberam informação de que “entre 17 casos de legionella reportados em 2017, três pacientes infectados, com o mesmo gene de legionella, estiveram em Macau durante o período de incubação e o aparecimento de sintomas.” Ko Wing-man avançou que um dos pacientes ainda se encontra em condições críticas, outro mantinha-se hospitalizado  e ao terceiro tinha sido dado alta do hospital.

No mesmo dia em que recebeu o alerta da vizinha Região Administrativa Especial, os Serviços de Saúde, articulados com a Direcção dos Serviços de Turismo, procederam a uma fiscalização do Parisian, onde foram recolhidas amostras de água. Os resultados dos testes entretanto conduzidos serão conhecidos dentro de uma semana. A unidade hoteleira foi obrigada a suspender o funcionamento da piscina e a proceder à limpeza e desinfecção dos jacuzzis, piscina e do sistema de água canalizada.

A doença do legionário é uma infecção provocada por bactérias do género “legionella”, encontrada geralmente em ambientes aquáticos naturais, mas também em sistemas aquáticos artificiais. Os sintomas da doença passam por febre, tosse seca, dificuldade em respirar, fadiga, dor de cabeça, dor muscular, dor abdominal e diarreia. Os idosos, fumadores, alcoólicos, pessoas com imunidade reduzida, doentes crónicos e pacientes que estão a ser tratados com esteróides ou inibidores de imunidade encontram-se entre o grupo de risco.

 

CVN

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s