Crise na península coreana deixa Tóquio e Washington em sintonia

Mike Pence deu ontem o pontapé de saída numa visita de dois dias ao Japão. O número dois da hierarquia norte-americana esteve reunido com Shinzo Abe e com Taro Aso, tendo qualificado a aliança militar que Washington mantém com Tóquio como a pedra angular da paz e da segurança na região da Ásia Oriental.

Shinzo Abe, Mike Pence

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, chegou esta terça-feira de manhã ao Japão para uma visita oficial de dois dias, dominada pelos testes de armamento norte-coreanos e a cooperação económica.

O avião onde viajava Pence, o Air Force Two, aterrou às 12:30 locais na base aérea e naval de Atsugi, a sul de Tóquio.

O primeiro acto oficial do “número dois” da Casa Branca teve como palco a residência oficial do primeiro-ministro japonês, onde Pence teve um almoço de trabalho com Shinzo Abe.

A tensão na região da Ásia Oriental, devido aos constantes testes de armamento da Coreia do Norte dominou o encontro que o vice-presidente norte-americano manteve com o primeiro-ministro nipónico. Durante o almoço, Shinzo Abe deixou claro que Tóquio apoia a posição norte-americana de manter “todas as opções em aberto” perante os desafios da Coreia do Norte:  “Devemos resolver [a crise da Coreia do Norte] de forma diplomática e pacífica, mas o diálogo sem resultados não tem nenhum sentido”, disse Shinzo Abe a Mike Pence, durante o encontro na capital japonesa com o “número dois” da Casa Branca.

Pence sublinhou que “valoriza a situação complicada que vivem os japoneses perante as crescentes provocações” de Pyongyang, e afirmou que Washington está “a 100 por cento ” com o seu aliado.

Pence, por sua vez, reiterou em Tóquio, a importância da aliança militar entre o Japão e os Estados Unidos para a paz e a segurança, perante a ameaça nuclear norte-coreana: “A aliança entre os Estados Unidos e o Japão é a peça angular da paz e da segurança no nordeste da Ásia”, declarou Mike Pence, durante o encontro que manteve com o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Tóquio espera que as reuniões sirvam para “aprofundar a relação económica e de segurança” e para coordenar políticas perante “a nova fase de ameaça em que entrou o desenvolvimento nuclear e de mísseis da Coreia do Norte”, disse o porta-voz do Executivo japonês, Yoshihide Suga.

Depois de ter almoçado com Shinzo Abe, o vice-presidente norte-americano reuniu-se também com o vice-primeiro-ministro e Ministro das Finanças, Taro Aso.

O responsável pela pasta das Finanças debateu com Pence matérias relativas à cooperação económica e à criação de um “quadro que possa servir de modelo para outros países da região da Ásia-Pacífico”, apesar de indicar que o acordo comercial bilateral não esteve sobre a mesa, em declarações ao jornal nipónico Nikkei.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s