Estudantes da Universidade Católica do Porto em missão na China

 

Macau, Hong Kong e a vizinha província de Cantão pontificam pela segunda vez no mapa do programa do MBA Internacional. Vinte alunos do MBA ministrado pela Católica Porto Business Scholl chegam esta semana ao território pela mão da Universidade de São José.

1a8bf6e5d7d7f106dc834b2f93caec70

Duas dezenas de estudantes de Mestrado em Gestão de Empresas (MBA, a partir da sigla inglesa) da Católica Porto Business School participam, esta semana, em visitas e encontros empresariais no Continente para alargar a rede de contactos e explorar oportunidades para os sectores em que trabalham.

O grupo é composto por 24 estudantes que frequentam o MBA executivo, destinado a alunos que fazem a formação a par da sua carreira profissional, o qual tem a duração de um ano e meio e contempla duas “semanas internacionais”, incluindo a actual, na China, explicou Ana Côrte-Real, directora-adjunta da Católica Porto Business School, que acompanha a delegação.

A  República Popular da China surge pela segunda vez no ‘mapa’ do MBA Internacional, que vai na sua 12.ª edição, acolhendo uma das duas semanas internacionais do mestrado executivo, depois de ter ocupado um lugar que anteriormente pertencia ao Brasil: “Quando começamos a estreitar a relação com a Universidade de São José pareceu-nos que era determinante no fundo criar uma diferenciação mais acentuada no MBA executivo, concretamente para um mercado que começamos a perceber que para as empresas tinha interesse superior ao Brasil e, por isso, decidimos alterar uma semana internacional do MBA executivo para a China, mantendo a de Barcelona”, explicou Ana Côrte-Real. “A China é um mercado que é importante e que, do ponto de vista dos negócios, aumenta a atractividade da formação”, realçou a responsável.

O programa, que termina no dia 8, inclui visitas e encontros empresariais no território, na vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong e em Zhongshan, cidade da província de Guangdong.

Os alunos, que trabalham em empresas de sectores tão distintos como a energia, banca ou saúde, vão participar na quarta-feira naquela cidade chinesa numa ‘cimeira’ – a primeira do tipo – sob o tema “desenvolvimento de empresas e jovens talentos técnicos de Macau e dos países de língua portuguesa em Zhongshan”.

“É um encontro entre empresários de Macau, da China e os de Portugal, que são os alunos do MBA. Chamamos de cimeira porque é um encontro fechado, por convite, cuja finalidade é discutir a situação das indústrias em Zhongshan e quais são as oportunidades que estão abertas para empresas de fora, nomeadamente estas que vem de Portugal”, explicou, por seu turno, José Alves, director da Faculdade de Administração e Liderança da Universidade de São José.

“O papel da universidade é ajudar os dois lados a comunicar e a compreenderem as necessidades do outro. Como estamos aqui, percebemos esse papel com mais facilidade”, sublinhou, apontando que a Universidade de São José pretende contribuir assim para ajudar Macau a cumprir o papel de plataforma entre a China e os países de língua portuguesa.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s