No Dia Mundial da Poesia, celebram-se vozes inquietas

A 21 de Março celebra-se o Dia Mundial da Poesia. Desde a evocação do poeta português Eugénio de Andrade na China Continental, passando pela celebração dos poetas e dos poemas que marcaram e marcam Macau, até às dificuldades actualmente enfrentadas por quem decidiu abraçar a poesia no território, o dia de hoje é assinalado não só em Macau, mas um pouco por todo o mundo.

1.yao-jingming

É considerada uma das formas mais subtis de expressão e identidade cultural e linguística e, desde 1999, é celebrada anualmente a nível internacional no dia de hoje. A poesia pode ser encarada como um “poderoso catalisador de diálogo”, diz a UNESCO, que decidiu fazer de 21 de Março o Dia Mundial da Poesia no sentido de apoiar a diversidade linguística através da expressão poética. Em Macau, a efeméride é assinalada com alguns encontros em torno de versos e estrofes. A língua portuguesa em formato lírico alastra-se é celebrada também na China Continental e Eugénio de Andrade foi um dos poetas escolhidos para ser declamado num fórum virtual que promove a poesia no país, contou ao PONTO FINAL Yao Jinming, poeta e tradutor.

“Este dia faz-me lembrar que sou poeta”, disse Yao Jinming (ele que assina com o nome-de-pena Yao Feng no universo da poesia). O director do Departamento de Português da Universidade de Macau faz da poesia uma “coisa habitual”, do seu dia-a-dia. depois de ser ter iniciado na tradução da poesia portuguesa para a língua chinesa na década de oitenta. “É um dia interessante, a gente lembra-se que a poesia continua a estar connosco. A poesia continua viva”, disse, sobre a celebração do Dia Internacional da Poesia.

Eugénio de Andrade é um dos autores portugueses cuja poesia o tradutor, natural de Pequim, optou por explorar e dar a conhecer aos leitores chineses. A tradução para chinês do livro “Branco no Branco”, lançada em 2012 em Macau e editada pela Livros do Meio, foi uma das obras a que Yao se dedicou: “Eugénio de Andrade tem muitos leitores na China”, garantiu ao PONTO FINAL, referindo que o poeta português será celebrado na China Continental no programa “The Poem For You” (Um Poema Para Si), que chega a cerca de dois milhões de internautas através do Wechat, a plataforma de “social media” com mais utilizadores no país. “É fácil encontrar a presença da poesia ‘online’, tal como no dia-a-dia”, defendeu o tradutor.

“Há uma semana atrás entraram em contacto comigo para eu rever a tradução feita por mim. Por isso, fiz algumas alterações e eles vão lançar no Wechat [hoje]. Eles vão fazer música para acompanhar a leitura”, explicou o poeta e tradutor, acrescentando que os  responsáveis por “The Poem For You” – que vai para o ar todos os dias às 22h – já escolheram vários poemas de Eugénio de Andrade para serem declamados ao longo dos cinco anos de existência do projecto que procura promover a poesia nacional e internacional na República Popular da China.

Yao, director do departamento de Português da Universidade de Macau (UM), também é responsável pela tradução para língua chinesa de poemas escritos por nomes como Fernando Pessoa, Sophia de Mello Breyner Andresen, Ruy Cinatti ou António Ramos Rosa. Recentemente entregou-se ao universo de Pessanha, tendo traduzido e publicado “Clepsydra”, no ano passado, livro que será editado mais uma vez pela Editora da Literatura do Povo de Pequim, com o apoio do Instituto Cultural. Camilo Pessanha vai ser evocado nas celebrações que ocorrem hoje na Fundação Rui Cunha, organizadas pela Associação Amigos do Livro em Macau.

Já Rui Rocha, responsável pelo departamento de Língua Portuguesa da Universidade Cidade de Macau e autor de dois livros de poemas já publicados, considera que “todos os dias de celebração são dias importantes e este é importante como uma celebração da poesia.” Ao PONTO FINAL, o poeta defende que as iniciativas promovidas para assinalar o dia de hoje, em Macau, “são de louvar.”

O dirigente disse a este jornal que, quanto às obras que publicou até agora, prefere que sejam editadas em Portugal. Apesar de ter apresentado o livro “A Oriente do Silêncio” (2012) no território, Rui Rocha assume que não faz planos para a apresentação, em Macau, do seu novo livro já lançado em Portugal.

 

OS DESAFIOS QUE ENFRENTAM OS POETAS DE MACAU

 

Inin Wong escreve poesia desde os seus 16 anos, a idade que tinha quando chegou a Macau proveniente da China Continental. Recém-chegada, a solidão que lhe preenchia os dias levou-a a atirar para o papel os pensamentos que a invadiam: “Era uma forma de me expressar”, contou ao PONTO FINAL. Mais tarde, depois de ingressar no ensino superior, Inin começou a trabalhar enquanto croupier numa das operadoras de jogo do território, o que também lhe despertou a vontade de revelar, através da poesia, a realidade que considera uma “luta.”

Publicou o seu primeiro livro de poemas, “Yan Yan Yu Fei”, no início do ano passado, contudo considera que o mercado de Macau não tem potencial para a venda. Os exemplares foram vendidos, pela autora, directamente aos seus amigos e familiares, ainda que também tenha feito alguma promoção e desenvolvido algumas actividades junto do público local:  “Se o mercado em Macau tem potencial para vender livros? Penso que não. Acho que as pessoas de Macau estão demasiado ocupadas e não têm tempo para ler poemas e, de alguma forma, não percebem os temas que os poemas abordam”, disse ao PONTO FINAL. A poetisa acrescenta que colocou dez unidades à venda na livraria local PinTo e que foram todos vendidos, no entanto demorou vários meses até que tal acontecesse.

Quanto às soluções para a questão da promoção e venda das obras, Inin defende: “O Governo devia ajudar-nos na promoção ou as livrarias podem introduzir-nos mais frequentemente para que as vendas possam aumentar.” J.F.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s