Mercado do alojamento familiar de Taiwan procura oportunidades em Macau

Operadores do mercado de alojamento familiar de Taiwan procuram aprofundar a cooperação com a indústria local de viagens. O objectivo passa por oferecer pacotes de viagem a preços acessíveis que sejam promovidas pelas agências locais junto dos residentes do território.

1.Homestay.jpg

Elisa Gao

Cerca de 27 representantes da indústria do alojamento familiar de Taiwan estiveram ontem reunidos com 26 membros de agências de viagens do território para negociarem pacotes de turismo que permitam convencer mais pessoas a optar por este tipo de estadia quando visitam a Formosa. Também as companhias aéreas Eva Air e Far Eastern Air Transport estiveram presentes.

De acordo com os dados do Gabinete de Turismo de Taiwan, a ocupação média deste tipo de alojamento tem sido estável nos últimos anos, variando de 20 a 25 por cento para o período entre 2012 e 2016.

No entanto, a oferta continua a aumentar e devido à crescente tensão nas relações entre as duas margens do Estreito de Taiwan, desde que o Partido Democrático Progressista regressou ao Governo, o número de turistas da República Popular da China tem estado em quebra. Em Janeiro houve mesmo uma diminuição de 50 por cento no número de visitantes chineses em relação ao período homólogo.

Ontem o fornecedor de alojamento familiar Chan Yung Mao explicou que as excursões da China Continental não são o público-alvo deste sector, a não ser que os turistas viajem individualmente: “Somos incapazes de receber excursionistas e uma grande parte dessas pessoas fica nos hotéis. O número de pessoas que podemos receber é muito limitado”, afirmou à imprensa.

Mas Chan Yung Mao disse que como são menos as excursões a viajar para Taiwan provenientes da Repúbica Popular da China e explicou que os hotéis começam à procura de outro tipo de clientes, nomeadamente os visitantes individuais. O operador justificou que o sector do alojamento familiar acaba por ser afectado de forma indirecta.

Segundo Chan Yung Mao, o preço praticado na oferta de alojamento e viagens para o mercado de Macau foi agora reduzido para metade. O operador revelou que duas pessoas podem assim encontrar um pacote por 1560 patacas, enquanto o preço para quatro pessoas, incluindo viagens, fica pelas 2900 patacas. Segundo as estatísticas de Taiwan, o preço médio de uma estadia num alojamento familiar é de 654 patacas.

Por sua vez, Lu Chang-shui, Director-Geral do Gabinete para os Assuntos Económicos e Culturais de Taipé em Macau informou que em 2016 o número de turistas da RAEM na Formosa superou a fasquia dos 140 mil. Ao mesmo tempo, Macau recebeu mais de 1,07 milhões de turistas da Formosa.

O responsável expressou também o desejo que estes pacotes possam fazer com que os turistas viajem mais entre estas duas regiões: “Temos de aumentar o interesse das viagens oferecidas para que os turistas queiram voltar mais do que uma vez a Taiwan ou a Macau. Desta forma podemos acelerar a cooperação entre o turismo de Macau e Taiwan”, defendeu.

 

Lu Chan-shui abordou também a questão política, sublinhando que apesar de às vezes as relações no estreito ficarem mais tensas, as ligações com Macau têm tido um papel muito importante nas interacção entre as regiões da Grande China:

“A interacção entre Macau e Taiwan tem sido muito activa e nunca mudou por causa de qualquer outra situação. Os dois lados têm sido muito consistentes nesta interacção”, defendeu.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s