Começa a grande festa dos filmes e vídeos de curta-metragem

 

Três categorias – ficção, documentário e animação – no concurso de curtas-metragens e uma nova competição destinada a escolher aquele que será o cartaz do festival. São estas as grandes novidades de um Sound and Image Challenge que tem vindo sempre a crescer e chega este ano à sua oitava edição.

CreativeMacau

Rodrigo de Matos

O concurso de selecção dos trabalhos que deverão ser posteriormente exibidos no Festival Internacional Sound and Image Challenge 2017 foi ontem aberto oficialmente. Os concorrentes e candidatos já podem entregar as suas propostas, que serão depois seleccionas por um júri que irá escolher as melhores para serem apresentadas ao público em Dezembro, no Teatro Dom Pedro V e na Cinemateca Paixão.

Na sua oitava edição, o festival conta com duas competições destinadas a estimular a criatividade de realizadores e produtores de filmes, bem como outros profissionais da área: Shorts, o concurso que galardoa os melhores filmes de curta-metragem nas categorias de ficção, documentário e animação de todo o mundo, direccionado para profissionais, mas também para estreantes na indústria do audiovisual e Volume, em que concorrem vídeos musicais feitos para canções originais de músicos de Macau. “Este ano, vamos ter algumas novidades. Uma delas é que no concurso “Shorts” resolvemos suprimir a categoria de publicidade, uma vez que nos estamos a focar mais sobre a área do cinema em si, pelo que resolvemos manter apenas as categorias de ficção, documentário e animação”, explicou Lúcia Lemos, coordenadora da Creative Macau, entidade que impulsiona o evento. “Além disso, vamos lançar uma nova competição, de design gráfico, em que desafiamos os artistas gráficos do território a desenharem o cartaz que será a imagem do festival. O cartaz vencedor será aquele que iremos utilizar na promoção do evento”, adiantou a responsável, em conversa com o PONTO FINAL.

 

Sempre a crescer

 

Mostrando-se optimista, Lúcia Lemos falou ainda das expectativas para a edição deste ano do festival: “Como sempre, temos vindo a crescer de ano para ano e o nosso desafio é manter essa tendência”, assegura, observando que, na última edição, foram 1650 os filmes e vídeos aceites a concurso, a grande maioria dos quais concorrendo à secção de curtas-metragens.

“No Volume, tivemos muitos eliminados porque o regulamento é claro: os vídeos musicais têm de ser sobre músicas de artistas de Macau, mas nem toda a gente teve isso em atenção”, explica a responsável, convidando os concorrentes a uma leitura mais atenta das regras.

A recepção dos trabalhos para os concursos “Shorts” e “Volume” abriu ontem e prolonga-se até 16 de Junho e 20 de Agosto, respectivamente. Para o concurso de cartazes, a entrega das propostas irá decorrer entre 20 de Maio e 20 de Julho.

Entretanto, a responsável aproveitou para tirar o véu aos próximos eventos da Creative Macau, com destaque para as exposições do fotógrafo Man Pan Ieong (de 30 de Março a 29 de Abril), dos projectos dos alunos de arquitectura da Universidade de São José (de 19 de Maio a 17 de Junho), do fotógrafo Jason Lei (de 22 de Junho a 22 de Julho) e do pintor Lai Sio Kit (de 27 de Julho a 22 de Agosto).

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s