Tribunal voltou a ouvir agentes acusados de conluio com agiotas

 

5735896137_8b5ab158a0_b

O Tribunal Judicial de Base continuou ontem a ouvir os seis agentes das foras de segurança do território acusados de terem recebido subornos para facultar informação a um grupo de agiotas. O tribunal ouviu ontem três agentes policiais – Lio Kin Chong, Wong Ka Fong e Chau Koi Wa – que foram convocados para depor enquanto testemunhas.

De acordo com as informações avançadas pela emissora em língua chinesa da Rádio Macau, o tribunal questionou as testemunhas uma por uma. Lio Kin Chong, afirmou ser cunhado de um dos arguidos, Chong Chan Wai, tendo-se recusados a prestar depoimentos. O parentesco entre a testemunha e o réu dá o direito a que a testemunha não tenha de prestar declarações sobre a participação de Chong Chan Wai na alegada rede criminosa, disse o juiz  responsável pelo processo.

Wong Ka Fong, por outro lado, recordou em tribunal que o líder de cada uma das equipas de fiscalização das Polícia de Segurança Pública tinha como incumbência verificar o registo criminal e a validade dos vistos dos membros da alegada rede de agiotagem. Contudo, quando interrogado sobre a forma como o líder de cada uma das patrulhas tinha conhecimento do “modus operandi” dos agentes, Wong Ka Fong alegou esquecimento para não responder.

A acusação disse que em Março de 2014, o segundo arguido, Lam Kok Sanm, contactou o quarto acusado, U Chai Wai, para lhe pedir que fosse concedido tempo para uma chamada telefónica a um agiota que terá sido detido. O juiz assistente do Tribunal Judicial de Base quis saber se este era um procedimento normal.

Chau Koi Wan, outra das testemunhas, referiu que, normalmente, devem estar presentes agentes policiais para vigiar e monitorizar os momentos em que um indivíduo sob detenção expressa a intenção de falar com membros da sua família. O juiz assistente perguntou depois, se é possível evitar o diálogo através através de sinais secretos e se a detenção não perde o seu significado quando a quem está detido pode fazer chamadas telefónicas quando quer e bem entende. Chau manteve-se em silêncio.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s