Angela Leong assume posição anti-tabaco mas defende implementação de salas de fumo

Angela Leong até apoia a proibição total de fumo, mas considera que a não implementação de salas para fumadores afectaria as receitas dos casinos. A Directora Executiva da Sociedade de Jogos de Macau (SJM), que se diz focada na protecção dos trabalhadores, garante que até concordaria com o Governo, caso este optasse pela proibição da importação de tabaco.

1.Angela.jpg

Sílvia Gonçalves

A propósito do estudo encomendado pelas seis operadoras de jogo, que indica que 60 por cento dos trabalhadores do sector aceita a implementação de salas de fumo nos casinos, Angela Leong salientou ontem a necessidade de proteger a saúde dos trabalhadores e lembrou que estas salas têm de cumprir os critérios internacionais e os exigidos pela Direcção dos Serviços de Saúde. A deputada até defende a proibição total do fumo, mas assume que a não criação de salas para fumadores “vai afectar as receitas dos casinos”.

“Nós não fazemos pressão nenhuma sobre o Governo, penso que não haverá essa situação”, começou por assegurar ontem Angela Leong, quando questionada sobre se as operadoras de jogo estão a exercer pressão sobre o Executivo para a criação das salas de fumo em todas as áreas dos casinos. A Directora Executiva da Sociedade de Jogos de Macau (SJM), que falou à imprensa à margem do almoço de Primavera da Assembleia Legislativa, ontem realizado na Torre de Macau, insistiu na protecção dos trabalhadores e na necessidade de que as futuras salas – caso venham a ser aprovadas pelo Governo – cumpram os critérios internacionais: “Daquilo que eu ouvi, porque ainda não sei bem, vão-se criar salas de fumo nos casinos. E essas salas de fumo têm de estar de acordo com os critérios internacionais e os critérios exigidos pelos Serviços de Saúde. E as seis operadoras vão continuar a dialogar sobre isso. O mais importante é que temos de ter em conta a saúde dos nossos trabalhadores, dos que trabalham nos casinos”.

Angela Leong não gostaria, contudo, que as salas também fossem incluídas nas áreas de descanso dos trabalhadores: “Os meus trabalhadores disseram que se pode criar salas de fumo nos casinos. Então nas salas de descanso também devem ter salas de fumo, mas nós não gostaríamos que se criasse nas salas de descanso, porque nós queremos uma boa saúde para os nossos trabalhadores”, defende.

A deputada, que assumiu perante os jornalistas uma evidente posição anti-tabaco, admitiu que as salas fechadas para fumadores não afectam os trabalhadores: “Sim, eu sempre disse que apoiava a proibição do fumo. Eu penso que as salas de fumo e a proibição total de fumo estão interligadas. Nas mesas de jogo ninguém fuma, os nossos trabalhadores não apanham com fumo passivo. E se as salas de fumo forem fechadas, isto não vai afectar ninguém. Claro que há as respectivas exigências para a criação destas salas”, esclareceu.

A empresária admitiu, ainda assim, o impacto negativo que pode advir da não implementação das salas, ainda que vá reiterando a postura anti-tabágica: “Estamos a evoluir na nossa economia, nos últimos meses. Esperamos que a nossa economia continue a melhorar para que o Governo continue a ter mais receitas e possamos dar melhores condições à população. Eu acredito que se não se criar salas de fumo, claro que vai afectar as receitas dos casinos”, defendeu. “Só se o Governo disser que não se pode importar tabaco para Macau, eu até concordo, já antes tinha dito na Assembleia Legislativa que concordava com isso. Nós temos uma sociedade harmoniosa, os Serviços de Saúde também vão ter que ter em conta as receitas do Governo. Se calhar, no futuro, no mundo inteiro, não haverá tabaco, e isso é bom para todos. Claro que não se pode dar um passo enorme, vamos passo a passo criar um local sem fumo”, referiu.

“As operadoras estão sempre a proteger os seus trabalhadores. Viram o relatório: os trabalhadores estão bem, actualmente as zonas de jogo de massas estão boas, não há fumo. Fizemos consulta junto dos nossos trabalhadores, disponibilizamos melhores condições e estamos a trabalhar para uma melhor saúde dos trabalhadores de casino. Claro que uma zona de fumo afecta os trabalhadores, mas uma sala de fumo não vai afectar”, defendeu a empresária.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s