Camarões vencem Taça das Nações Africanas com golo de Aboubakar

O antigo dianteiro do Futebol Clube do Porto marcou a dois minuto do fim e ofereceu à selecção camaronesa a sua quinta Taça das Nações Africanas. Com o triunfo na prova, os Camarões tornaram-se a última equipa a garantir um lugar na edição deste ano da Taça das Confederações.

1-cameroon

Vicent Aboubakar, ex-jogador do Futebol Clube do Porto, ofereceu no domingo (madrugada de segunda-feira em Macau) aos Camarões o seu quinto triunfo na Taça das Nações Africanas (CAN) de futebol, com um golo tardio que valeu a vitória por 2-1 sobre o Egipto no encontro decisivo da competição, disputado em Libreville.

Um tanto mal-amado entre os adeptos camaroneses, o avançado emprestado pelo FC Porto ao Besiktas foi o herói da final, ao marcar o golo do triunfo aos 88 minutos, consumando a reviravolta  no marcador quando a hipótese de prolongamento ganhava consistência.

Aboubakar – que começou no banco e substituiu Ndip Tambe após o intervalo – recebeu um passe longo junto dos centrais, passou a bola sobre um adversário e bateu o guardião El Hadary com um remate ‘enrolado’, de pé direito, que valeu aos ‘leões indomáveis’ o seu primeiro título na Taça de África das Nações desde o já longínquo ano de 2002.

Os egípcios, que não se apuravam para a fase final da prova desde 2010 e procuravam ampliar para oito o seu recorde de troféus, adiantaram-se com um golo de Mohamed Elneny, aos 22 minutos, que entrou na área pela direita e colocou a bola entre o guardião e o poste.

Os ‘faraós’ foram para o intervalo em vantagem, mas no segundo tempo, N’Koulou, médio do Olympique Lyonnais, repôs a igualdade aos 59 minutos, de cabeça, na sequência de um canto, e deixou tudo em aberto para a última meia hora.

Com o prolongamento à vista, Aboubakar ‘inventou’ um golo, num lance que parecia fácil de controlar pela defesa, e isolou os Camarões no segundo lugar da lista de vencedores da CAN, agora com mais um troféu do que o Gana e a dois do rival da noite de domingo.

Em três finais entre ambos, esta foi a primeira vez que os Camarões conseguiram vencer. Em 1986 os egípcios venceram no desempate por grandes penalidades (5-4, após o 0-0 final) e em 2008 ganharam pela margem mínima.

No sábado, no jogo que atribuía o terceiro lugar, um golo solitário e tardio de Alain Sibiri, apobtado aos 89 minutos, garantiu ao Burkina Faso, comandado por Paulo Duarte, o triunfo por 1-0 precisamente sobre o Gana.

Com o triunfo alcançado no domingo em Libreville, a selecção dos Camarões reivindicou a última vaga em aberto na Taça das Confederações, que se disputa este ano na Rússia e que conta com Portugal, na condição de campeão europeu de futebol.

Os Camarões juntam-se a Alemanha, Austrália e Chile no grupo B, enquanto Portugal, México, Nova Zelândia e a anfitriã Rússia compõem o grupo A do torneio que se disputa entre 17 de Junho e 2 de Julho.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s