Hong Kong mobilizou-se para protestar contra medidas anti-imigração de Trump

1000904

Manifestantes em Hong Kong protestaram ontem contra o decreto controverso do Presidente norte-americano, Donald Trump, que suspendeu a entrada nos Estados Unidos de cidadãos de sete países de maioria muçulmana.

Cerca de duas dezenas de pessoas ligadas a vários grupos políticos, incluindo a Liga dos Sociais Democratas (LSD) e a International Migrant Alliance, seguiram a pé até ao consulado dos Estados Unidos no centro de Hong Kong, segundo a Rádio e televisão Pública de Hong Kong (RTHK).

Munidos com cartazes com mensagens como “Uma desgraça para a humanidade [A Disgrace to Humanity]” e “ “Fazer novamente a América odiar” [Make America Hate Again], os manifestantes disseram que a proibição “não traz nenhum bem à humanidade”:“Desde que Donald Trump assumiu a presidência, ele conseguiu desafiar a Constituição norte-americana, desafiar os direitos humanos e os valores que todos nós, como cidadãos globais, defendemos”, disse Avery Ng, dirigente da LSD. “Se isto continuar, a divisão entre religiões, etnias e nacionalidades será cada vez maior”, acrescentou o dirirgente.

A ordem executiva assinada na sexta-feira por Donald Trump afecta as pessoas com nacionalidade ou dupla nacionalidade do Irão, Iraque, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iémen.

Os cidadãos destes sete países não estão autorizados a entrar nos Estados Unidos nos próximos três meses.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s