Novas instalações do Mercado Abastecedor prontas no segundo trimestre

1-macau-mercado

O Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) vai tentar garantir que as instalações do novo Mercado Abastecedor do território entrem em funcionamento ainda durante o segundo trimestre do corrente ano. A garantia foi ontem dada por Ung Sai Hong, do Conselho de Administração do organismo.

A responsável revelou à emissora em língua chinesa da Rádio Macau que o Governo tem vindo a manter um diálogo estreito com a Sociedade do Mercado Abastecedor Nam Yue e com os vendedores. Ung diz que os principais desafios que ainda persistem relativamente à mudança para as novas instalações, situadas no Parque Industrial Transfronteiriço, se prendem com a instalação de contadores de água e de electricidade.

A administradora do IACM garantiu ainda que o Governo vai procurar minimizar o impacto do processo de mudança de instalações na distribuições de bens essenciais ao território. Ung Sai Hong garante ainda que os procedimentos de quarentena de animais vivos não serão afectados.

Um outro membro do Conselho de Administração do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, Leong Kun Fong, anunciou ontem que o organismo vai disponibilizar, entre hoje e sexta-feira, uma estação provisória de quarentena para plantas onde serão submetidas a fiscalização as laranjeiras e as flores adquiridas no Continente e transportadas para Macau pelos residentes do território.

O administrador do IACM lembrou que a legislação actualmente em vigor só permite que cada residente entre no território com um vaso de flores e com cinco quilogramas de flores frescas. Se a planta em causa pertencer a uma das muitas espécies de orquídeas em vias de extinção, o proprietário terá que exibir documentos que comprovem que tem autorização para entrar com a planta em Macau. No ano passado, os Serviços de Alfândega confiscaram mais de uma dezena de plantas de espécies ameaçadas.

A actual legislação está em vigor há mais de dez anos, sublinhou Leong Kun Fong. O administrador do IACM diz que todos os anos rondam o meio milhar, os residentes de Macau que optam por comprar laranjeiras e flores do outro lado das Portas do Cerco.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s