Comércio a retalho na senda da recuperação

O presidente da Associação de Retalhistas e Serviços de Turismo de Macau, mostra-se confiante em relação ao futuro do sector do comércio a retalho do território. O optimismo de Frederick Yip tem por base o sucesso obtido com a organização da 6.a edição do Macau Shopping Festival, mas não é partilhado por todos.

1-macau

A 6.a edição do Macau Shopping Festival gerou vendas na ordem dos 230 milhões de patacas. O número foi avançado ao jornal Ou Mun Iat Pou por Frederick Yip, presidente da Associação de Retalhistas e Serviços de Turismo de Macau, a entidade responsável pela organização do certame.

Em declarações ao jornal de maior tiragem do território, o dirigente associativo reconhece que os proveitos do Festival superaram as melhores expectativas e mostra-se, por isso, confiante em relação à recuperação do sector do comércio a retalho.

Com a crise na indústria do jogo aparentemente confinada ao passado, os comerciantes do território parecem ter recuperado as razões para sorrir. Na 6.a edição do Macau Shopping Festival participaram 1800 pequenas e médias empresas e alguns dos eventos propostos ao abrigo da iniciativa foram francamente bem sucedidos, tendo sido responsáveis por um volume de negócios superior a dois milhões de patacas. Frederick Yip dá o exemplo de uma actividade promocional organizada ao longo de um único dia no hotel Landmark e dos saldos de produtos de marca dinamizados pela organização do Festival entre 23 e 25 de Dezembro.

O presidente da Associação de Retalhistas e Serviços de Turismo de Macau sustenta que o Macau Shopping Festival serviu como uma espécie de “prova dos nove” à tendência incipiente de crescimento que se fazia sentir desde Agosto do ano passado, mês em que as receitas das operadoras de jogo do território regressaram a terreno positivo.

Uma das novidades da edição de 2016 do Festival de Compras de Macau foi a oferta de Internet gratuita por parte dos comerciantes que se associaram à iniciativa. Frederick Yip estima que cerca de 475 mil pessoas se tenham ligado aos “hotspots” disponibilizadas pela organização durante o mês de Dezembro.

A 6.a edição do Macau Shopping Festival ajudou a prolongar o estado de graça que permeia o sector pelo menos desde Novembro, mês em que o Grande Prémio de Macau e o Festival de Gastronomia ajudaram a impulsionar os resultados de 30 por cento dos empresários da restauração consultados pela Direcção dos Serviços de Estatísticas e Censos ao abrigo da última edição do inquérito ao sector da restauração e do comércio a retalho.

Apesar de Frederick  Yip se mostrar optimista em relação a um aumento do volume de negócios do sector, são muitos os pequenos e médios empresários que não esperam melhorias significativas durante os próximos tempos. Apenas 19 por cento dos comerciantes e empresários da restauração abordados pelos Serviços de Estatísticas e Censos  acreditam que os próximos meses serão de crescimento.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s