Negócio falido na origem de tentativa de suicídio colectivo

3.Galaxy.jpg

 

Os dois membros da família indiana que sobreviveram à tentativa de suicídio colectivo no Hotel Okura, no Galaxy Resort, continuam internados no Hospital Conde de São Januário. A mulher, de 45 anos, já está consciente, mas o jovem, de 20 anos, continua em estado de coma.

De acordo com as informações divulgadas ontem pela Polícia Judiciária, citadas pela emissora em língua chinesa da Rádio Macau, a mulher alegou que as dificuldades em que se encontravam os negócios do seu marido, relacionados com minas de carvão, levaram o agregado familiar a cometer o tresloucado acto. Os quatro membros do agregado familiar prepararam o suicídio antes de virem para o território, trazendo consigo comprimidos compostos de substâncias venenosas.

Ainda na Índia e por influência de um amigo, o indivíduo de 52 anos que acabou por falecer na tarde de anteontem – juntamente com o filho mais velho de 24 anos – tentou encontrar emprego em Hong Kong, mas sem sucesso. A família, de apelido Lunawat, chegou a Macau no dia 11 deste mês e passou por vários hotéis do território.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s