Há actividades para todos os gostos no abraço ao Ano do Galo

O Festival da Primavera está à porta e o Instituto Cultural propõe um vasto leque de que actividades para assinalar a quadra. A partir de hoje, há concertos, exposições ou workshops dar as boas vindas ao Ano do Galo em clima de festa. A Orquestra Chinesa de Macau sobe esta noite ao palco do Centro de Actividades Pak Wai para o concerto que abre oficialmente as festividades.

160210_chinesenewyearcalligraphy_700x467

O Ano Lunar do Galo está ao virar da esquina e o Instituto Cultural (IC) vai assinalar a quadra com um vasto leque de actividades com o propósito de assinalar a entrada num novo ciclo. A partir de amanhã e até ao dia 13 do próximo mês o organismo dirigido por Ung Vai Meng vai promover workshops, exposições, palestras, concertos e espectáculos.

O “Workshop de Criação de Dísticos”, por exemplo, vai decorrer em vários pontos do território durante o período do Ano Novo Lunar. A partir de amanhã e até ao dia 27, a actividade assenta arraiais na Casa do Mandarim, com os interessados a disporem da oportunidade de poderem criar os seus dísticos utilizando caligrafia chinesa. No domingo, realizam-se duas sessões no Museu de Arte de Macau (MAM) destinadas a membros do Clube de Amigos do Museu de Arte de Macau com crianças de idade superior a cinco anos.

Para que os visitantes possam criar os seus próprios dísticos, serão disponibilizados carimbos alusivos ao Ano Novo na Academia Jao Tsung-I, entre 24 de Janeiro a 2 de Fevereiro, e na Casa de Lou Kau, do dia 27 deste mês a 3 de Fevereiro. Entre os dias 27 deste mês e 3 do próximo, na Antiga Residência do General Ye Ting e no edifício do n.º 80 da Rua das Estalagens, também serão distribuídos carimbos para que os visitantes possam fazer os seus próprios postais do Ano Novo Lunar, explica o Instituto Cultural.

A pintura também faz parte do programa das actividades propostas pelo Instituto Cultural, com as actividades agendadas a irem buscar inspiração à época festiva que se avizinha. Entre a próxima terça-feira e o próximo dia 2 de Fevereiro, a Academia Jao Tsung-I acolhe o “Curso Intensivo de Monotopia” e na Antiga Residência do General Ye Ting decorrerá, por dois dias, o “Workshop de Pinturas de Leques”. Já o “Workshop de Artesanato Tradicional” tem como palco a Casa Cultural de Chá do Jardim de Lou Lim Ieoc nos dias 11 e 12 de Fevereiro, dividindo-se em duas sessões: às 10h30 vai ser ensinada a aplicação de contas de vidro em bordados e, às 15h, a criação de papagaios ao estilo de Yangguang.

O Grupo Artístico Étnico Yao de Liannan, da vizinha Província de Guangdong, apresenta a sua “Dança Tambourin do Distrito Autónomo de Liannan Yao da Província de Guangdong” de 27 a 30 de Janeiro, tanto na península como nas ilhas. A Casa do Mandarim também vai receber dança no dia 28 de Janeiro com um espectáculo de dança do leão designado de “Ascensão do Dragão e Salto do Tigre”.

O programa de concertos arranca já hoje com a Orquestra Chinesa de Macau a realizar o “Concerto para Dar as Boas Vindas ao Ano Novo e à Primavera” no Centro de Actividades Pak Wai. Na terça-feira, o mesmo espectáculo será apresentado no Conservatório de Macau.

No que diz respeito ao capítulo das exposições, a Galeria de Exposições Temporárias  do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM) e o Pavilhão Chun Chou Tong do Jardim Lou Lim Ioc vão acolher, a partir do dia 26, a mostra “Uma Brisa Primaveril nas Terras Verdejantes do Sul – Exposição das Tradições do Ano Novo Lunar na Província de Guangdong R.A.E. de Hong Kong e R.A.E. de Macau”. Serão apresentadas “esculturas em madeira do Ano Novo Chinês, lanternas e recortes de imagens em papel da Província de Guangdong, e objectos relacionados com ópera cantonense, cerimónias do Templo Wong Tai Sin e da Queima do Barco de Papel do Hung Chiu de Hong Kong e com o dia-a-dia e festividades dos pescadores de Macau de outrora”, lê-se em comunicado do IC.

No Museu de Arte de Macau, continua patente ao público a exposição “Vasos de Flores do Museu do Palácio Imperial” que retrata a arte floral da corte da dinastia Qing, lembra o Instituto Cultural em comunicado.

Já as bibliotecas do território – nomeadamente a Biblioteca Infantil Wong Ieng Kuan no Jardim da Areia Preta, a Biblioteca de Wong Ieng Kuan no Parque Dr. Sun Yat Sen, a Biblioteca de Wong Ieng Kuan no Jardim Luís de Camões, a Biblioteca de S. Lourenço, a Biblioteca da Taipa e a Biblioteca de Wong Ieng Kuan da Taipa –  acolhem no mês de Fevereiro várias sessões de “Mundo de Histórias do Ano Novo Chinês para Famílias”. Realiza-se ainda, nos dias 11 e 12 de Fevereiro, no Pavilhão Iong Sam Tóng do Jardim de Lou Lim Ioc, a palestra “O Povo de Guangdong Celebrando o Festival da Primavera”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s