Associações de Macau, Hong Kong e Taiwan querem estreitar relações

macau202009-2005-02-0120casa20memorativa20sun20yat20sen20-20entrance

A fim de construir uma plataforma comum de serviços entre as diversas indústrias e os sectores da educação de Macau, Hong Kong e Taiwan, realizou-se no território um encontro que reuniu à mesma mesa várias entidades e organizações. A Associação de Hong Kong e Macau em Taipé deslocou-se ao território, tendo-se reunido com o Centro Económico e Cultural de Taipé no território, a Macau Chinese Youth Advancement Association e a Associação de Promoção das Indústrias Culturais Chinesas.
No encontro, o director do Centro Económico e Cultural de Taipé em Macau, Lu Chang Shui, referiu que o poder económico da RAEM tem aumentado nos últimos anos, com um Produto Interno Bruto (PIB) posicionado no 5º lugar a nível mundial e no 1º lugar no âmbito do continente asiático.
O líder da representação de Taiwan no território assinalou que a tentativa de tornar o desenvolvimento económico mais diversificado faz parte dos planos do Governo de Fernando Chui Sai On, apostando no desenvolvimento da indústria do turismo e do lazer, da medicina tradicional chinesa e das indústrias criativas e culturais. As acções de transformação abrangem também as finanças e o mercado imobiliário, numa perspectiva de tornar Macau um centro de turismo e de lazer internacional.
Lu Chang Shui assinalou ainda que os cinco serviços que a Associação de Hong Kong e Macau em Taipé disponibilizam aos residentes de ambas as Regiões Administrativas Especiais passam pela ajuda aos investimentos de imigrantes, serviços imobiliários, atendimento médico, educação cultural e criativa e ao nível do turismo vão ao encontro das necessidades actuais de Macau. Desta forma, Lu espera que a associação sirva como veículo para promover as relações entre Taiwan e Macau, propiciando um reforço da cooperação a longo-prazo.
Actualmente, existem cerca de 5,000 estudantes de Macau a frequentar universidades e outros estabelecimentos de ensino superior na Formosa. O presidente da Chinese Youth Advancement Association, Lei Iok Pui, defendeu que as duas associações – a que ele representa e a Associação de Hong Kong e Macau em Taipé – devem fomentar uma plataforma de cooperação regional para que os mais jovens tenham oportunidades ao nível do empreendedorismo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s