DSAL promete melhorar recrutamento de motoristas

 

20110728213454_357442

A Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) reiterou ontem, em declarações ao jornal Ou Mun Iat Pou, o que diz ser uma atitude aberta em relação ao recrutamento de motoristas profissionais, dizendo ainda esperar recolher no futuro mais opiniões através de um inquérito e de um estudo.

O organismo referiu ainda que vai continuar a fortalecer as estratégias de formação para motoristas. De acordo com uma investigação efectuada pelo Ou Mun Iat Pou, na informação de recrutamento de motoristas facultada pela DSAL pode ler-se que “Estafeta (Entregas)” é classificado como um trabalho não-qualificado, enquanto “motorista” surge classificado como “operadores de máquinas, condutores e montadores”. O mesmo jornal refere ainda que na página electrónica da DSAL existem dezenas de candidatos a empregos para “estafeta” e que estes pedem um salário entre as 5 mil e as 18 mil patacas. Os empregadores apenas oferecem seis vagas e quatro delas exigem carta de condução. Já o salário oferecido ronda entre as 8.500 e as 12 mil patacas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s