Actor Kevin Cheng levado para a esquadra para interrogatório por filmar sem licença

Equipa de filmagens da película “Made in Kowloon” foi levada para a esquadra por filmar sem a  licença necessária. Apesar de ter sido detido, Kevin Cheng elogiou a qualidade da comida de Macau que foi dada à equipa enquanto era questionada.

1-kvin-cheng

O actor Kevin Cheng, de Hong Kong, foi levado para a esquadra na quinta-feira, após ter filmado no edifício da Direcção dos Serviços das Forças de Segurança sem a autorização necessária. De acordo com o portal Jayne Stars, a detenção aconteceu depois da equipa de filmagens ter sido avisada que não poderia filmar no local, como noticiou na sexta-feira o PONTO FINAL.

Segundo a mesma fonte, a equipa que está a trabalhar no filme “Made in Kowloon” tinha pedido autorização para filmar naquele local na quarta-feira e na sexta-feira passadas. Porém não tinham licença para recolher imagens na quinta-feira.

As autoridades de Macau tiveram assim de intervir, tendo o actor Kevin Cheng e o realizador Fruit Chan sido levados para a esquadra. Quando foram libertados, por volta das 23h00, Fuit Chan e Kevin Cheng colocaram um vídeo online a explicar a situação. O realizador assumiu as culpas pelo incidente, explicando que se entusiasmou com a gravação da cena e mandou o actor entrar num local onde não tinham licença para estar

Por sua vez, o actor Kevin Cheng afirmou que as autoridades de Macau foram “muito simpáticas”, elogiando a qualidade da comida a que tiveram direito enquanto eram questionados. Fuit Chan brincou com a situação, dizendo que a comida era melhor do que aquela que a equipa de filmagens tinha ao seu dispor nas gravações. O realizador pediu ainda desculpas às autoridades de Macau. Apesar do incidente, o filme que aborda um conjunto de casos investigados pela Polícia de Hong Kong vai continuar a ser filmado por Macau.

Por sua vez, o vice-director do Instituto Cultural, Leung Hio Ming, explicou, de acordo com a emissora em língua chinesa da Rádio Macau, que o Instituto Cultural faz todos os esforços para explicar às empresas interessadas em filmarem no Território as exigências legais. Leung Hio Ming defendeu ainda que este episódio não vai manchar a reputação de Macau como local para rodar filmes porque apesar de serem muitas as equipas que se deslocam à RAEM, uma situação apenas ocorreu por uma vez.

 

Obras do teatro caixa-preta no CCM arrancam no próximo ano

studio_theatre

As obras do teatro caixa-preta no Centro Cultural de Macau podem arrancar já no  próximo ano. A novidade foi avançada pelo vice-presidente do Instituto Cultural, Leung Hio Ming, de acordo com a emissora em língua chinesa da Rádio Macau.

 

De acordo com Leung Hio Ming, a DSSOPT já aprovou o plano inicial do projecto que vai ter cerca de 300 cadeiras. Agora falta aprofundar o plano e lançar o concurso público. Um teatro caixa-preta é um espaço que aposta em elementos mínimo de decoração, dando a primazia aos actores.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s