Ho Chio Meng confessa-se culpado de dois crimes de falsa declaração

O ex-Procurador confessou ter prestado falsas declarações por negligência. A sessão de ontem do julgamento de Ho Chio Meng ficou marcada por uma troca de palavras mais intensa com a procuradora-assistente Kuok Un Man.

1-ho-chio-meng-1

João Santos Filipe

Ho Chio Meng confessou ontem a autoria de dois crimes de falsas declarações no preenchimento dos documentos nos quais ele e a mulher davam conta dos seus bens patrimoniais. O ex-Procurador da RAEM ilibou a esposa, que segundo Ho Chio Meng apenas se limitou a assinar as declarações preenchidas por ele.

“As declarações fui eu que fiz e assumo a responsabilidade. A minha mulher não teve conhecimento, mesmo no que diz respeito à lei de patrimónios. Fui eu que preenchi as declarações”, afirmou Ho Chio Meng, na sessão de ontem do julgamento em que enfrenta acusações pela alegada prática de 1536 crimes.

Ho Chio Meng admitiu o erro por não ter declarado o montante que tinha numa conta com 890 mil patacas, que também pertencia à sua mulher: “Era uma conta à ordem que movimentava frequentemente e não tinha um montante estável. Achei que não era necessário declará-la”, justificou, falando de uma postura negligente.

A discussão de ontem focou os rendimentos do procurador e da sua mulher. Segundo a acusação, não há explicação legal para as posses do casal, que, considera o Ministério Público, ultrapassam os montantes declarados e o que seria possível comprar com os rendimentos legais.

Neste ponto, o ex-procurador apontou o dedo à acusação, que criticou severamente, por não ter considerado a riqueza acumulada ao longo de grande parte da sua vida: “Antes de 1998 o nosso património era de 28 milhões de patacas e como tive esse montante a render com juros, acções e compra e venda de diferentes moedas, isso gerou mais um ganho de 10 milhões”, frisou.

Ho Chio Meng recusou também as acusações de que cometeu 56 crimes de branqueamento de capitais agravados, assim como negou o pagamento de 9,2 milhões de patacas, através do seu irmão, para a compra de uma participação numa sala junket do território. Ho Chio Meng explicou que o dinheiro tinha sido utilizado para a compra de um apartamento no edifício Nam Van Penínsua, que era detido pelo seu irmão.

 

Ambiente tenso com Kuok Un Man

 

Ho Chio Meng considerou ontem que as acusações de branqueamento de capitais têm especial importância e fez questão de dizê-lo: “Com apenas uma condenação por um destes crimes eu posso morrer. É uma coisa muito grave”, destacou.

Nesta fase do julgamento o ex-Procurador tem mesmo adoptado uma postura mais energética, falando mais e bebendo água mais frequentemente. No intervalo da sessão, e quando passou pelos jornalistas, não hesitou em cerrar o punho, num gesto muito semelhante ao que os jogadores de ténis fazem depois de conquistarem um ponto difícil.

 

Outro aspecto do julgamento que se tem vindo a intensificar é o conflito com a procuradora Kuok Un Man. Ontem, quando se falava dos movimentos das contas do ex-Procurador, este recusou responder a algumas perguntas da procuradora-assistente.

Também quando Kuok Un Man abordou um ponto que só seria discutido a seguir, Ho Chio Meng perguntou à procuradora se ela estava a assumir o papel do juiz presidente: “Porque é que já está a mencionar a alínea 7946? O presidente do juiz ainda não questionou isso. Você agora está a presidir ao julgamento?”, questionou Ho Chio Meng. “Você precisa de ir descansar”, atirou de seguida.

Numa outra troca de palavras entre os dois, Kuok Un Man pediu respeito a Ho Chio Meng: “Eu não sou sua amiga. Não poder falar assim comigo”, afirmou a procuradora.

Por sua vez, Sam Hou Fai pediu ordem a Ho Chio Meng e disse-lhe que se não queria responder não tinha de fazer comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s