O regresso de Echo. Está encontrada a substituta de Cristina Morais

Echo Chan vai voltar a ocupar o cargo de coordenadora do Gabinete de Apoio ao Secretariado Permanente do Fórum Macau. A novidade foi adiantada na sexta-feira pelo Governo e pauta o regressoo de Chan a uma posição que já ocupou entre Março e Novembro de 2015.

1-echo-chan

O Secretariado Permanente do Fórum de Cooperação Económica e Comercial entre Portugal e a República Popular da China volta a ter Echo Chan como secretária-geral adjunta, depois de em Novembro o cargo ter sido abandonado pela macaense Cristina Morais, anunciou o Executivo na sexta-feira.

Echo Chan já tinha exercido este cargo no Fórum Macau entre Março de 2015 e Novembro do mesmo ano. Cristina Morais, que anteriormente foi chefe do Departamento de Relações Económicas Externas da Direção dos Serviços de Economia de Macau, deixou o Fórum no passado mês de Novembro alegando “motivos pessoais”.

A nomeação foi anunciada pelo Gabinete do Secretário para a Economia e Finanças, que diz que Echo Chan irá “dar apoio à concretização dos diversos trabalhos do Fórum de Macau”, tendo em conta “a bem-sucedida realização no território da 5.ª Conferência Ministerial do Fórum de Macau em Outubro de 2016, e com o objetivo de responder ao desenvolvimento económico e comercial verificado entre a China e os países de língua portuguesa”.

Echo Chan fala cantonês, mandarim, português e inglês e além de ter prestado funções no Secretariado Permanente do Fórum de Macau, foi vogal executiva do Conselho de Administração do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, coordenadora-adjunta do Gabinete Preparatório do Parque Científico e Industrial de Medicina Tradicional Chinesa e, posteriormente, coordenadora dessa instituição.

Em Novembro de 2015, Echo Chan justificou o abandono do cargo de coordenadora do Gabinete de Apoio ao Secretariado Permanente do Fórum de Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa com razões pessoais. Chan, que tinha substituído em Março desse mesmo Rita Santos na coordenação do organismo, explicou na altura que tinha pedido uma licença sem vencimento ao Governo, lembrando ainda que nunca tinha deixado de pertencer aos quadros do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM).

Echo Chan esteve uma temporada fora de Macau, tendo regressado ao território durante o ano passado.

O secretariado permanente tem um secretário-geral (Xu Yingzhen, indicada pela República Popular da China) e dois secretários-gerais-adjuntos (Vicente Manuel, indicado pelos países de língua portuguesa, e agora Echo Chan, indicada pelo Governo de Macau).

Integram ainda o secretariado sete delegados de sete países de língua portuguesa (Portugal, Brasil, Guiné-Bissau, Angola, Moçambique, Cabo Verde e Timor-Leste).

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s