“Uma Faixa, Uma Rota” pode beneficiar Macau enquanto plataforma para os países lusófonos

 

forum-macao-pic-640x350

Macau enquanto plataforma económica e comercial entre a China e os países de expressão portuguesa pode tirar vantagens da aplicação da estratégia “Uma Faixa, Uma Rota. Quem o diz é Tong Kai Chung. O presidente da Associação Promotora da Economia defendeu, em declarações à emissora em língua chinesa da Rádio Macau, que o território pode cooperar com diferentes países e regiões através da estratégia “Uma Faixa, Uma Rota”, nomeadamente na indústria financeira.

O dirigente exemplificou, esclarecendo que podem ser criadas filiais de instituições financeiras do território noutras regiões ou implementados centros de formação para a preparação de trabalhadores qualificadas. Tong defende, no entanto, que deve ser dada prioridade à contratação de trabalhadores locais e à criação de elementos que atraiam as classes profissionais em falta em Macau.

A União dos Guias Turísticos de Macau sugeriu o estabelecimento de planos diversificados nos roteiros turísticos em Hong Kong, Macau e em pontos turísticos da vizinha China Continental de forma a promover a estratégia “Uma Faixa, Uma Rota” e a atrair os visitantes às três regiões.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s