Serviços de Saúde registam primeira infecção humana com vírus da gripe aviária

Um homem de 58 anos, vendedor num mercado abastecedor que teve contacto directo com aves infectadas, encontra-se em quarentena, juntamente com a sua mulher, no Hospital São Januário. As autoridades procederam a uma operação de desinfestação do mercado abastecedor e abateram 10 mil aves de capoeira.

1-gripeaves

É o primeiro caso de infecção humana em Macau. Um indivíduo está internado no Centro Hospitalar Conde de São Januário, depois de testes conduzidos pela Direcção dos Serviços de Saúde à presença das estirpes responsáveis pela gripe aviária terem tido resultados positivos.

Embora não tenha sido confirmado oficialmente em língua portuguesa na plataforma do Gabinete de Comunicação Social (GCS) – ainda não o tinha sido até ao fecho desta edição – o caso foi amplamente noticiado pela imprensa chinesa e comunicado oficialmente às autoridades sanitárias da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong, que dizem ter sido notificadas pelos Serviços de Saúde de Macau: “O Centro para a Protecção da Saúde (CHP) do Departamento de Saúde recebeu a notificação do primeiro caso humano de gripe A aviária (H7N9) dos Serviços de Saúde de Macau nas primeiras horas de hoje [ontem], e uma vez mais alertou o público para ter em atenção a higiene pessoal, alimentar e ambiental, tanto localmente como em viagem”, divulgou o organismo no seu portal electrónico.

De acordo com as informações prestadas às autoridades da região vizinha, o homem de 58 anos não apresentava sintomas, mas foi testado por se tratar de um vendedor de aves que tinha manuseado um lote de galinhas sedosas no mercado abastecedor de Macau em que tinha sido detectado o antígeno da gripe A aviária (H7) ao início da noite de terça-feira. O indivíduo e a sua mulher foram submetidos a isolamento e colocados em quarentena no Centro Hospitalar Conde de São Januário.

A única referência das autoridades de Macau ao caso de infecção humana foi feita no próprio dia, numa conferência de imprensa realizada de urgência à uma hora da madrugada de ontem. Os Serviços de Saúde deram conta ainda de um condutor de camião que também terá tido contacto com as aves contaminadas, tendo as autoridades do outro lado da fronteira sido imediatamente alertadas, assim que foi confirmado que o homem já tinha regressado à República Popular da China.

 

Abatidas 10 mil aves

 

As medidas de prevenção adoptadas no mercado abastecedor onde foi detectado o novo caso de disseminação da gripe aviária incluíram uma operação drástica de desinfestação do local, com o abate de cerca de 10 mil aves de capoeira e a suspensão das vendas por um período de três dias. O vírus foi detectado num lote de 500 galinhas sedosas, mas as medidas de prevenção determinaram o abate de todas as aves que se encontravam no mercado, incluindo 6730 galinhas vulgares e cerca de três mil pombos, de acordo com informação divulgada pelo Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais (IACM).

Nenhuma das galinhas infectadas terá chegado a ser vendida nos mercados do território.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s