Kwan Tsui Hang quer saber que terrenos vão ser utilizados para alojar escolas

0-kwan

O programa Céu Azul do Governo tem como objectivo fazer com que as escolas saiam dos pódios de edifícios residenciais e possam instalar-se noutras localizações onde podem ter complexos feitos com o propósito exclusivo de informar. No entanto ainda não se sabe quando é que 11 das 15 escolas do programa vão ser transferidas e Kwan Tsui Hang pediu explicações ao Governo, na passada sexta-feira, através de uma interpelação escrita.
“Actualmente existem 11 escolas localizadas em pódios de prédios que estão à espera de saber como vão ser afectadas pelo programa Céu Azul. Já existe uma calendarização? Já estão definidos os procedimento para realizar as mudanças nestas escolas?”, questionou a deputada.
Outro dos assuntos diz respeito aos terrenos onde vão ser instaladas algumas das escolas, que ainda não são do conhecimento público. Nesse sentido, Kwan Tsui Hang recorda as palavras do secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam, que admitiu que os terrenos onde tal pode acontecer estão neste momento ocupados: “De acordo com a informação fornecida em Janeiro, ao ﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽com a informaço povoaça povoaim educativos est do secretm dos pano a ir para o Campus da Ilha da Montenhas, mas que a ãoão maior parte dos terrenos destinados a fins educativos estão situados na Taipa ou em Coloane, como por exemplo na Zona Norte da Taipa, perto da povoação de Cheok Ká, e no Aterro da Concórdia, justo ao empreendimento One Oasis”, escreveu.
“Na altura o Governo disse que alguns desses terrenos não tinham sido recuperados e que o Governo precisava de tempo. Agora que já passou quase um ano, em que ponto está a recuperação das terras em causa”, pergunta ao Executivo.
O programa Céu Azul tem um prazo de cerca de 15 a 20 anos. Entre as 15 instituições envolvidas, a Escola da Associação Geral das Mulheres de Macau, a Escola Cáritas de Macau e a Escola São João de Brito já foram transferidas para edifícios independentes. Por sua vez, a direcção da Escola Hói Fai assinou uma carta de intenção para se mudar para a escola Primária Luso-Chinesa do Bairro Norte.
Na mesma interpelação, a deputada perguntou ainda ao Executivo se entre os 43 terrenos que o Governo recuperou, depois de declarada caduca a concessão de 25 anos, algum pode ser utilizado para acolher escolas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s