Macau quer se porta de entrada de “startups” europeias na China

 

1-lionel

Macau querem trazer ‘startups’ europeias para a China, disse este domingo o secretário para a Economia e Finanças da Região Administrativa Especial, Lionel Leong.

O governante esteve na semana passada em Lisboa, onde se reuniu com três secretários de Estado do Governo português, e disse ontem que Portugal e Macau “pretendem atrair mais empresas ‘startups’ da União Europeia, através de Portugal, no sentido de investirem na China interior via Macau”, segundo um comunicado.

Além disso, querem “aproveitar a base destinada aos empreendedores” em Macau e os acordos assinados entre Macau e três áreas da Zona de Comércio Livre da província chinesa de Guangdong “para que os jovens de Macau e da China interior invistam juntos em Portugal e no resto dos países da União Europeia”, lê-se no mesmo comunicado, que cita Lionel Leong.

Nos encontros em Lisboa, “as duas partes estudaram ainda a cooperação na área das exposições internacionais, como por exemplo o Web Summit Lisboa, onde participaram 60 mil pessoas”.

Lionel Leong diz que Macau e Portugal “vão cooperar na exploração destas matérias na Ásia”, mas que “ainda há muito trabalho por fazer pelas duas partes, incluindo melhorar as infra-estruturas dos serviços de internet de Macau, a fim de estarem ao mesmo nível dos serviços internacionais”.

Os secretários de Estado de Portugal e o governante de Macau analisaram também a possibilidade de entrada de produtos alimentares portugueses na China através do CEPA – Acordo de Estreitamento das Relações Económicas e Comerciais entre o Interior da China e Macau, que prevê isenções de taxas aduaneiras.

Por sua vez, o Governo de Macau manifestou “o desejo” de que “Portugal possa também ponderar a entrada, de modo semelhante ao CEPA, no mercado português, dos produtos da República Popular da China, processados parcialmente em Macau”.

O comunicado ontem divulgado, que cita declarações de Lionel Leong aos jornalistas feitas à margem da participação na Marcha de Caridade para um Milhão, refere ainda que “as duas partes estão a analisar a integração, através de exposições anuais em Macau nas áreas de protecção ambiental e de automóveis, da tecnologia ambiental de Portugal na indústria da China”.

Durante os dias em que esteve em Lisboa, entre 5 e 8 de Dezembro, Lionel Leong reuniu-se com os secretários de Estado João Vasconcelos (Indústria), Paulo Ferreira (Comércio) e Jorge Costa Oliveira (Internacionalização).

A visita visou “implementar os trabalhos definidos” no “memorando de entendimento para a promoção do empreendedorismo e da cooperação económica e empresarial” entre Portugal e Macau, assinado em Outubro, durante a quinta conferência interministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Fórum Macau), segundo uma nota anterior.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s