James Wong: A oposição à realidade de Macau na 57.ª Bienal de Veneza

As pinturas e a tridimensionalidade do artista local Wong Cheng Pou, conhecido entre os seus pares como James Wong, foram eleitas para representar Macau na 57.ª Bienal de Veneza. As obras, ainda em processo de criação, espelham elementos da vida do artista plástico inseridos na realidade do território.

第五十七屆威尼斯國際藝術雙年展-澳門展覽計覽計劃說明會

Durante a 57.ª Bienal de Veneza, no Giardini di Castello, o Pavilhão de Macau vai ter as suas paredes e salas preenchidas com trabalhos artísticos de James Wong. Do universo de cerca de quatro dezenas de artistas locais avaliados, Wong foi seleccionado em função das suas características, estilo e tendo em conta a correlação entre a evolução da sua expressão artística e o desenvolvimento do território.

Wong vai apresentar na 57.ª edição da Bienal de Veneza cerca de duas dezenas de obras, das quais a esmagadora maioria  deverá ser, provavelmente, escultura e peças tridimensionais. A pintura também fará parte da sua mostra e o artista plástico garantiu que, no próximo mês, desvendará mais detalhes sobre os seus trabalhos.

No evento em que participam, actualmente, mais de oito dezenas de países e regiões, o entrosamento entre o Oriente e o Ocidente pode ser um apoio à produção artística e as características chinesas uma mais-valia para o artista local, declarou Ng Fong Chao, curador do Museu de Arte de Macau (MAM) que pertenceu à comissão de selecção.

Chao esclareceu, ontem, em conferência de imprensa, que “não há uma regra que diz que todas as obras têm de seguir um tema” e que “cada artista [inserido na Bienal de Veneza] pode fazer a sua obra”, mostrando a sua ideia ao público. António Conceição Junior, consultor de arte do MAM, sustentou que “cada artista tem a sua própria identidade”.

Wong nasceu em Macau em 1960 e já foi reconhecido como um dos 30 artistas de topo no continente asiático. Actualmente presidente do Centro de Pesquisa de Gravura de Macau e Curador-chefe da Trienal de Gravura de Macau, o artista é um dos que mais tem contribuído para o desenvolvimento da educação artística moderna em Macau.

Sobre a sua participação no evento internacional a ter lugar entre 30 de Maio e 26 de Novembro de 2017, James Wong, que também se dedica ao ensino da arte, explicou: “O motivo por que a Bienal de Veneza é importante para os artistas é porque todo o mundo olha para esta exposição”, acrescentando que é um “prazer ter sido convidado para representar Macau”.

O conceito transversal às suas obras artísticas remete o público para a ideia do desenvolvimento de Macau: “É como que uma pequena descrição daquilo que tenho sentido ao longo destes 20 anos de mudanças em Macau”, clarificou o artista plástico. A estratégia, contudo, passa por mostrar “algo indirectamente”, sendo que, por exemplo, uma das suas obras é um jardim de bonsai que procura representar a “ideia oposta” à realidade do território.

“O que eu sinto é o mesmo que toda a gente que vive aqui sente. [Macau] está cada vez mais lotado e sentimo-nos sempre bloqueados com alguma coisa: espaço, pessoas que caminham pela rua e até mesmo pela dificuldade em reservar uma mesa num restaurante”, referiu Wong.

Apesar de se considerar “um artista que não considera tanto a política social”, o artista local admite que é difícil afastar-se do tema: “As pessoas ocupam o teu espaço quando é suposto teres o suficiente. Eu acho que é o preço a pagar se tivermos de ganhar dinheiro através dos turistas: provavelmente temos de enfrentar estas situações”, assumiu, lançando a questão: “Isto é um fenómeno sensacionalista ou vai durar para sempre?” J.F.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s