Federação japonesa lamenta tragédia com clube próximo dos japoneses

 

3-chapeco_teleantioquia

O presidente da Federação Japonesa de Futebol (JFA), Kozo Tajima, lamentou ontem “profundamente” o acidente aéreo que vitimou na terça-feira 71 pessoas, a maioria da Associação Chapecoense de Futebol.

Kozo Tajima lembrou que a Chapecoense – que viajava para a Colômbia para disputar a primeira mão da final da Taça Sul-americana, com o Atlético Nacional – “era muito próximo ao mundo do futebol do Japão”.

O presidente da JFA referia-se em particular ao treinador da equipa brasileira, Caio Júnior, que orientou em 2009 o Vissel Kobe, bem como outros quatro futebolistas que jogaram na liga japonesa:

“É profundamente lamentável que este acidente tenha vitimado um clube que era muito próximo ao mundo do futebol do Japão”, referiu Kozo Tajima numa nota distribuída à comunicação social.

O dirigente recordou também que a Chapecoense iria defrontar uma equipa japonesa no próximo verão para a Taça Suruga Bank.

No avião, que se despenhou na madrugada de terça-feira em Cerro Gordo, Colômbia, seguiam 22 futebolistas da Chapecoense, 28 dirigentes, membros da equipa técnica e convidados, 22 jornalistas e nove tripulantes, tendo sobrevivido seis pessoas, três jogadores, dois tripulantes e um jornalista.

Entre os seis sobreviventes, constam três futebolistas da equipa brasileira, que ia disputar a primeira mão da final da Taça Sul-americana com os colombianos do Atlético Nacional, em Medellín.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s