Desempenho da Polícia Turística valorizado por Wong Sio Chak

300px-restos_de_la_catedral_de_san_pablo_macao_2013-08-08_dd_05

O papel da Polícia Turística foi destacado, ontem, no segundo e último dia da apresentação das LAG para a área da Segurança. O objectivo da nova força, referiu o comandante do Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) Leong Man Cheong, visa a “repressão da criminalidade contra turistas, o controlo de tráfego e o apoio aos turistas”.

O número de efectivos – que se mantinha nas duas dezenas – conheceu um aumento para 30 elementos passando os pontos turísticos de acção das autoridades de seis para dez. Entre as zonas vigiadas pela Polícia Turísticas estão  o Largo do Senado, o Museu Marítimo de Macau, a Barra e a Calçada de São Agostinho.

A Polícia Turística é “diferente das restantes forças de segurança” – nomeadamente da Polícia de Segurança Pública ou da Polícia Judiciária – e o seu posicionamento, portanto, mostra-se distinto uma vez que “são mais afáveis em relação aos turistas”, explicou Leong Man Cheong. O domínio dos idiomas – não especificados durante a sessão – é outra das componentes que caracteriza a nova força.

Para justificar o sucesso da Polícia Turística, Leong Man Cheong sublinhou ainda o decréscimo nos crimes registados, incluindo as ocorrências  contabilizadas nas Ruínas de São Paulo, garantido que a força terá uma “actuação regular daqui em diante”.

O próximo ano vai ser marcado pela entrada em funcionamento de “um posto de controlo móvel”, que terá como finalidade o “tratamento de queixas” e a melhoria da “capacidade de resposta” por parte da Polícia Turística, disse o responsável pelo Corpo de Polícia de Segurança Pública durante a sessão de ontem. Para melhor responder às necessidades do território, pretende-se que processo de alargamento dos pontos turísticos patrulhados abranja, também, “a Rua do Cunha e outras zonas da Taipa”, acrescentou.

Wong Sio Chak, o secretário para a Segurança, quando questionado pelo deputado Cheung Lup Kwan acerca da presença desta tipo de policiamento no território, valorizou a existência e a actuação da Polícia Turística, garantindo que “pode contribuir muito para criar uma imagem positiva de Macau”.

O deputado deixou ainda a sugestão da selecção, em especial, de “pessoas do sexo feminino para serem polícias turísticos”, não obtendo resposta directa por parte do responsável que tutela a pasta da Segurança. J.F.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s