Governo japonês alvo de ataque informático muito grave

 

A investida cibernética foi lançada em Setembro, mas só agora foi revelada pelas autoridades nipónicas. O ataque teve como alvo o Ministério da Defesa japonês e terá partida de um organismo estatal estrangeiro, revelaram ontem as autoridades japonesas.

1.cyber-attack.jpg

O Ministério de Defesa do Japão foi alvo de um ataque informático “muito grave”, que pode ter estado na origem de uma fuga massiva de informação sensível. A origem da investida informática pode estar num organismo estatal estrangeiro, anunciaram esta segunda-feira fontes governamentais estrangeiras.

O objecto do ataque, perpetrado em Setembro mas só agora dado a conhecer, foi à Infra-estrutura de Informação e Defesa do Ministério, uma rede interna que liga as diferentes bases das Forças de Autodefesa do Japão, disseram fontes deste organismo à agência local Kyodo.

As mesmas fontes qualificaram o ataque como “muito grave” e explicaram que foi executado por agentes “altamente qualificados”, que provavelmente integram algum organismo estatal estrangeiro, devido ao seu nível de sofisticação.

As autoridades japonesas estão a trabalhar na avaliação dos danos causados e do volume de dados que poderão ter sido vazados, assim como na estipulação de soluções com o propósito de reparar as falhas de segurança, acrescentou a fonte governamental.

O ataque foi feito através do acesso não autorizado a computadores da Academia Nacional de Defesa e do Colégio Nacional de Medicina Militar, que foram utilizados como “pontes” para entrar na rede interna das bases japonesas.

Por causa do incidente, as Forças de Autodefesa proibiram temporariamente o uso da Internet a todos os seus funcionários.

O ataque informático de um sistema que alegadamente contava com alta protecção volta a pôr em evidência a vulnerabilidade informática de entidades estatais e de empresas japonesas.

Nos últimos anos foram registados diversos incidentes similares que terminaram com a fuga de dados pessoais, embora o divulgado ontem pelo Executivo de Tóquio seja descrito como um dos mais graves por implicar informação classificada.

Em Junho último, o Governo de Tóquio pôs em marcha uma estratégia para aumentar a protecção dos organismos públicos face a ataques informáticos, em linha com a declaração sobre este assunto adoptada pelo G7 na cimeira celebrada no final de Maio em Ise-Shima (Japão).

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s