Produtor australiano dá a conhecer novos néctares em Hong Kong

A Wolf Blass apresentou anteontem na RAEHK a sua nova gama de vinhos. A produtora australiana – uma das conhecidas dos consumidores do território – lançou nas duas Regiões Administrativas Especiais aquele que considera ser o seu melhor vinho, o Blass Noir Chardonnay 2015.

TREASURY WINE ESTATES RESULTS

É um dos mais conhecidos produtores  vitivinícolas australianos, tem em Hong Kong e Macau dois dos seus mais fieis mercados e deu a conhecer esta semana, na antiga colónia britânica, a sua nova aposta para consumidores mais exigentes.

Chris Hatcher, enólogo-chefe da Wolf Blass, conduziu na terça-feira na vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong uma acção promocional em que tirou o véu às mais recentes ofertas do produtor australiano. Numa sessão que contou com a presença de vários agentes comerciais do território, Hatcher deu a conhecer os resultados da colheita de 2014 da casta shiraz produzida pela Wolf Blass – o Blass Noir Shiraz 2014 – e  apresentou o que diz ser a jóia da coroa da adega australiana, o Blass Noir Chardonnay 2015.

Produzido com uvas colhidas em vinhedos situados a uma altura média de 600 metros acima do nível do mar na região de Adelaide Hills, no sul da Austrália, o Blass Noir Chardonnay é descrito por Chris Hatcher como “a grande estrela” do portfolio da Wolf Blass. O enólogo-chefe da adega vitivinícola fundada em 1966 pelo alemão Wolfgang Blass defende que o novo néctar constitui um “tremendo salto de qualidade” face aos vinhos brancos de gama média produzidos pela empresa.

Entusiasta da casta chardonnay, Hatcher defendeu em Hong Kong  que o Blass Noir Chardonnay 2015 é provavelmente um dos melhores vinhos alguma vez produzidos no sul da Austrália: “No meu entender, é assim que um bom chardonnay australiano se deve apresentar. Tem uma boa consistência, mas não é nem um vinho muito pesado, nem muito denso”, explicou o enólogo, citado pelo portal especializado “The Drinks Business”.

A nova aposta da Wolf Blass é o resultado de uma maior preocupação por parte do produtor australiano com as características dos solos onde estão instalados os vinhedos da adega. Para produzir o Blass Noir Chardonnay 2015, a Wolf Blass contou com o aconselhamento técnico dos enólogos do Domaine Marc Colin, da região francesa da Burgúndia. A nova aposta do produtor australiano é o resultado de um processo de combinação de uvas produzidas em várias pontos da Austrália com o propósito de garantir vinhos mais expressivos: “Uma coisa que aprendi com os enólogos franceses é que os vinhedos são bem mais importantes do que quem faz o vinho”, disse Hatcher na vizinha RAEHK. “O segredo está em saber canalizar para o vinho as nuances que os diferentes vinhedos podem oferecer”.

Menos ostensivo, o outro vinho apresentado pela Wolf Blass na terça-feira em Hong Kong – o Blass Noir Shiraz – é um vinho elegante e refinado, amadurecido em cascos de carvalho. Com o propósito de evitar uma acidez muito elevada e de minorar o impacto dos taninos no néctar final, o Blass Noir Shiraz é produzido em tanques de fermentação abertos, depois das uvas terem sido submetidas a prensas pneumáticas.

As duas designações foram apresentadas anteontem na vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong e deverão chegar aos escaparates dos supermercados do território nos próximos dias. Os vinhos da Wolf Blass são distribuídos em Macau e Hong Kong  em exclusivo pela Summergate, uma empresa com sede na antiga colónia britânica.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s