A “deficiência congénita” da luta pró-democrata em Macau, segundo Au Kam San

0-au-kam-san

Au Kam Sam afirmou ontem que, ao contrário de Hong Kong, a luta pela democracia na região “sofre de uma deficiência congénita”, mas que a estabilidade social precisa do sufrágio directo e universal.
Au Kam Sam, pró-democrata, lembrou que ao contrário do que aconteceu em Hong Kong, a Lei Básica de Macau, em vigor desde que a cidade deixou de ser administrada por Portugal, em 1999, não estabelece o voto universal como “o objectivo final” na eleição do líder do Governo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s