Um voo para a história. Laurens Vanthoor vence Taça do Mundo de GT em prova conturbada

Um acidente como há muito não se via no circuito da Guia, com um carro a levantar voo durante longos segundos, acabou por ditar o fima da Taça Mundial de GT. A FIA entregou o prémio ao acidentado.

Grande Prémio de Macau

Fotografia: Eduardo Martins;

João Santos Filipe

Laurens Vanthoor, da Audi, teve o pior acidente da sua carreira ontem no Grande Prémio de Macau, com o carro a levantar voo e a virar-se enquanto estava no ar, na curva do Mandarim. Contudo, o belga sai do território com a Taça Mundial de GT, numa prova que acabou por ser uma verdadeira dor-de-cabeça para a organização,  para os pilotos e para os adeptos do desporto automóvel, com apenas quatro das 18 voltas a serem completadas.

Das quatro voltas em questão apenas duas foram feitas sem o “safety car” em pista, e a classificação foi definida de acordo com a ordem de passagem pela meta antes da volta em que a corrida foi dada por terminada. Como Vanthoor liderava nessa altura, foi considerado o vencedor.

No final, o susto ainda estava tão presente na cabeça do belga que este se mostrou incapaz de celebrar ou expressar palavras de satisfação, quando falou com os jornalistas na conferência de imprensa: “Queria assegurar que ele [Earl Bamber] não se conseguia distanciar, mas fui surpreendido pela velocidade com que ele passou por mim. Antes da curva do Mandarim conduzi demasiado por dentro e subi o corrector, o que fez com que o carro fosse projecto para o exterior da curva”, disse o piloto.

“É a primeira vez que venço com um acidente. Não era desta forma que queria ganhar, acredito que ninguém quer ganhar desta forma. Os pilotos querem passar a linha de meta, celebrar e sentirem-se felizes. Mas vou ter de lidar com esta realidade. Todos queríamos um final diferente”, frisou.

Quanto à prova em si, Vanthoor arrancou da pole-position, depois de na corrida de qualificação Edoardo Mortara ter feito um peão e ter abdicado de qualquer possibilidade de lutar pela vitória. Arrancando na frente, o belga mantava a posição, sendo seguido por Earl Bamber (Porsche), pelo francês Kevin Estre (Porsche) e pelo alemão Maro Engel (Mercedes).

Só que ainda durante a primeira volta, um despiste na Curva dos Pescadores do australiano Ricky Capo (BMW) levou à entrada do “safety car” e depois à suspensão da corrida, durante cerca de 40 minutos. Neste tempo foram realizados trabalhos de reparação das barreiras de segurança.

Logo no recomeço da prova, com 18 minutos para ser atingido o limite de tempo alocado à Taça do Mundo de GT, Earl Bamber ultrapassou o piloto da Audi e preparava-se para partir para a vitória. Na ânsia de não deixar o neozelandês da Porsche ir embora, Vanthoor cometeu o erro que levou ao fim da corrida, com menos de duas voltas disputadas em situação de competição: “Foi um momento muito assustador. Foi a primeira vez que virei um carro desta forma e é muito complicado para um piloto ver o seu o carro a levantar voo”, afirmou o vencedor, que cumpriu as quatro voltas ao circuito da Guia num tempo de 12:21.870.

Kévin Estre foi segundo classificado, Maro Engel terceiro e Earl Bamber quarto, devido a uma penalização de cinco segundos por ter realizado uma manobra ilegal na partida lançada. Já André Couto (Lamborghini) foi 12.º, à  frente de Edoardo Mortara (Audi).

“O que acaba por ser o mais importante é que todos vamos para casa e chegamos bem de saúde. Todos temos famílias e por isso a segurança é mesmo o mais importante”, sublinhou Maro Engel, campeão em 2014 e 2015, na conferência de imprensa.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s