Rutter volta a falhar marca histórica e Hickman salta de trás para agarrar o título

Há quatro Grandes Prémios que o britânico Michael Rutter falha o objectivo de elevar para nove o seu recorde absoluto de vitórias na prova. Ontem esteve bem perto de o conseguir, mas o compatriota Peter Hickman protagonizou uma remontada electrizante para vencer pela segunda vez consecutiva na Guia.

1.Motorcycle.JPG

Rodrigo de Matos

Como era esperado, o domínio britânico foi total na prova de motociclismo do Grande Prémio de Macau, com a bandeira do Reino Unido a monopolizar o pódio, após 12 voltas de muita emoção e trocas de líderes.

Ao lugar mais alto do pódio não subiu o histórico Michael Rutter, apesar de ter liderado durante grande parte da corrida, mas sim o colega de equipa Peter Hickman, que tinha partido da sétima posição e foi recuperando aos poucos para agarrar a liderança a duas voltas do fim e somar o seu segundo triunfo na Guia, depois de ter vencido também no ano passado.

Foi Rutter, da Bathams/BMW, em busca de consolidar ainda mais o recorde de vitórias no Grande Prémio de Motos, quem liderou a corrida desde o início. Mas Martin Jessopp, da Riders/BMW, nunca o deixou ganhar grande vantagem, seguindo sempre no seu encalço. Até que, à sétima volta, Jessopp atacou na curva do Mandarim, roubando a liderança para a perder logo a seguir na entrada para o hotel Lisboa. Na volta seguinte, Jessopp voltou a ultrapassar Rutter na mesma zona e, desta vez, conseguiu defender a posição e até alargar alguma margem, dando a ideia de que seria capaz de segurar a vitória.

Mas, à décima volta, Jessopp, com um problema na caixa de mudanças, perdeu de assentada três posições: obrigado a reduzir drasticamente a velocidade para que a corrente da moto voltasse a re-engatar, viu Rutter e Hickman passarem por si um de cada lado e arrancarem para o duelo que iria ditar o vencedor. E ainda perdeu a terceira posição para Conor Cummins (Honda), para a recuperar a seguir, quando a sua moto voltou ao normal.

Hickman, que protagonizou uma recuperação vertiginosa, acabaria por vencer a disputa com o colega de equipa e cruzar a meta em primeiro, revalidando o título alcançado no ano passado. Rutter ficou em segundo e falhou uma vez mais a tentativa de aumentar para nove o recorde de triunfos, mas fez subir uma outra marca: a de pódios, que vai agora em 17. Jessopp, que ainda não venceu em Macau, acabou em terceiro.

 

Hickman: “Borrei-me um bocado”

 

No final, Hickman, de 29 anos, não cabia em si de contente, após uma vitória arrancada a ferros: “Que corrida tão dura! Sabia que estaria forte na ponta final. Arranquei bem e esperava que eles pudessem abrandar um pouco a meio da corrida. Mas eles não o fizeram, por isso tive de arriscar para ir atrás do prejuízo. Foi uma das corridas mais difíceis que já tive”, comentou o britânico no final, confessando a adrenalina dos momentos de maior risco da sua louca perseguição à cabeça da prova com uma expressão curiosa: “Borrei-me um bocado”.

Mérito seja dado a Rutter, não foi por falta de luta que falhou a vitória na Guia pela quarta vez consecutiva. O veterano, de 44 anos, reconheceu que o colega de equipa ontem estava mesmo endiabrado: “Parti bem e agarrei a liderança. Mas conseguia ouvi-los atrás de mim e pensei: ‘Isto vai ser um inferno duma corrida.’ Só que ele [Hickman] fez uma corrida perfeita. Visto de trás, parecia que estava a andar sobre carris. Cada detalhe tinha de sair perfeito aqui, por isso, justiça seja feita ao Pete”.

Martin Jessop – que havia arrancado da pole position – e que até ao problema com a caixa de velocidades parecia seguir com força para se desforrar das três vezes que ficou em segundo na Guia e alcançar a sua primeira vitória na prova, estava decepcionado, mas ainda assim contente por ter pelo menos conseguido salvar um lugar no pódio: “Foi uma corrida louca e estou chateado por não ter vencido, mas para o ano cá estarei novamente”, prometeu.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s