André Pires vai dar o tudo-por-tudo por um lugar entre os 18 primeiros

2-eduardo-martins

Fotografia: Eduardo Martins

Corre com uma mota italiana, mas por uma equipa oficial britânica. A adaptação à Bimota  por parte de André Pires tem sido feita aos poucos e o piloto português ficou-se ontem pelo 27.º e último lugar classificável da grelha provisória. O corredor transmontano revelou ao PONTO FINAL as suas impressões para a edição 50 do Grande Prémio de Motos após os treinos cronometrados que encerraram as actividades no Circuito da Guia na tarde de ontem: a concorrência, diz, está muito forte e um lugar nos 18 primeiros já seria “muito bom”.

“Isto tem sido uma luta constante. Acho que se ficar dentro dos 17 ou 18 primeiros, já seria um grande resultado, porque eu baixo dois segundos, eles baixam dois segundos, eu baixo mais dois segundos eles voltam a baixar”, resumiu o piloto português, sublinhando que, na prova das motos este ano “o nível está muito competitivo”.

André Pires terminou o dia com a marca de 2m37s5, quase 13 segundos mais lento do que o mais rápido em pista, o britânico Michael Rutter (Bathams/BMW). O veterano procura este ano aumentar o recorde de vitórias no GP de Macau para nove. Rutter fez o tempo de 2m24s8 mesmo no cair do pano da sessão.

“Estou a adaptar-me ainda à moto. Ainda não andei muito nela, por isso o dia para mim serviu como um teste. Está a ser um bocadinho difícil adaptar-me do que pensava. A meta é tentar chegar ao fim e que corra tudo o melhor possível. Gostava de melhorar o meu tempo e a minha posição, mas vai ser difícil devido ao ritmo dos outros pilotos, que está impressionante”, considera. No ano passado, André Pires correu com uma Yamaha, pela equipa SBK, e partiu do 23.º lugar da grelha, terminando a corrida em 20.º.

Na sessão qualificativa de ontem, o britânico Michael Rutter estabeleceu a volta mais rápida mesmo quando o treino estava a acabar, roubando um segundo e a pole provisória ao compatriota Martin Jessopp (Riders/BMW), que concluiu a sessão com a marca de 2m25s8. Num dia dominado pelos corredores britânicos, os restantes primeiros cinco lugares da grelha provisória foram assegurados por Ian Hutchinson (Tyco/BMW), John McGuinness (Honda) e Gary Johnson (Penz13/BMW), por essa ordem.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s