Macau perde com Nepal na final da Taça da Solidariedade

Com um futebol inferior ao do seu adversário, a selecção de Macau teve grandes problemas para criar situações de perigo no estádio Sarawak. No final, o seleccionador da RAEM reconheceu a superioridade do Nepal, mas considerou positiva a prestação da equipa do território ao longo do torneio. Leong Ka Hang, dianteiro do território, recebeu o prémio de “Jogador Mais Valioso” do torneio.

1-nepal_rejoice

A selecção de Macau terminou em segundo lugar na Taça da Solidariedade da Confederação Asiática de Futebol (AFC), que se disputou em Kuching, na Malásia. Ontem, o onze do Lótus perdeu o encontro decisivo da competição frente ao Nepal por 1-0. Depois de uma caminhada entusiasmante – em que se superiorizou a vários adversários com melhor classificação no ranking da FIFA – até ao encontro da final, a equipa de Macau acabou por não ter argumentos para discutir o título.

Num campo encharcado, com condições semelhantes às que enfrentou quando alcançou uma goleada de 4-1 sobre o Laos na fase de grupos, Macau viu o Nepal tomar ascendente nos minutos iniciais da partida. Os nepaleses souberam aproveitar algum nervosismo na defesa da formação orientada por Tam Iao San para criar todas as oportunidades dignas de registo na primeira parte, entre elas a que deu o 1-0 à selecção do país do Himalaias, aos 29 minutos.

Antes disso, o médio Anjan Bista aproveitou um mau alívio da defesa de Macau para lançar um primeiro aviso ao último reduto local, aos 14 minutos, com um forte remate de fora da área. Valeu a atenção do guarda-redes Ho Man Fai, a sacudir para canto.

Um quarto-de-hora depois, à entrada para a meia-hora de jogo, Macau pouco pode  fazer quando Bharat Khawas fugiu pela ponta direita e tirou um cruzamento à medida da cabeçada certeira de Sujal Shreshtha. o onze do Lótus teve dificuldades para reagir à desvantagem e foi o Nepal quem esteve mais perto de aumentar a contagem até ao intervalo.

Na segunda metade, a toada manteve-se. Macau mostrou-se, pela primeira vez neste torneio, incapaz de criar situações de perigo. Os avançados Nicholas Torrão – que termina como o melhor marcador da equipa, com quatro golos – estiveram muito desapoiados na frente de ataque e nunca chegaram a incomodar o guardião nepalês Kiran Kumar Limbu. Do outro lado, pelo contrário, Ho Man Fai ia tendo muito mais que fazer, embora a equipa do Nepal também não estivesse particularmente inspirada na finalização.

 

Joseph Tam: “Nepal foi superior e mereceu ganhar”

 

No final, a vitória do Nepal foi dada como incontestável, como ficou evidente nas declarações prestadas por Joseph Tam Iao San, o seleccionador de Macau: “Parabéns à equipa do Nepal, que teve um bom desempenho e foi quem conseguiu criar mais e melhores oportunidades à frente da baliza”.

Reconhecendo a justiça no marcador e a superioridade do adversário, nomeadamente, “em termos físicos e a nível de habilidade individual dos seus jogadores”, o técnico mostrou-se ainda assim satisfeito pela prestação do conjunto da RAEM ao longo do torneio. “Esperamos que esta experiência sirva para podermos melhorar no futuro”, adiantou.

Ao fim da noite a festa foi dos nepaleses, mas o avançado de Macau Leong Ka Hang ainda recebeu como consolo o prémio de “Jogador Mais Valioso” do torneio.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s