Planeamento da nova Biblioteca Central peca por ser demasiado vago

Num dia frio e chuvoso, o PONTO FINAL deslocou-se ao edifício do antigo Tribunal para tomar o pulso à exposição sobre projecto da Nova Biblioteca Central. Três residentes do território aplaudem a ideia de uma nova biblioteca, mas dizem que a proposta que dá o mote à mostra é demasiado vaga.

img_5004

Elisa Gao

 

A exposição sobre o planeamento da Nova Biblioteca Central, patente ao público no edifício do antigo Tribunal, abriu as portas no dia 31 de Outubro e ali vai permanecer até ao dia 7 de Dezembro. Na tarde de ontem, o PONTO FINAL dirigiu-se ao local da exposição e num período de uma hora e meia apenas três pessoas visitaram a mostra. De acordo com os funcionários destacados para o local pelo Instituto Cultural, o número de visitantes é maior durante a hora do almoço e ao anoitecer.

Tong Mui Soi, reformada, mas que já trabalhou na área dos meios de comunicação social, defende que a exposição é vaga e que não apresenta uma concepção específica. Ao entrar na sala de exposições, as quatro paredes estão preenchidas com uma série de textos introdutórios que incluem a história das bibliotecas públicas em Macau, exemplos de bibliotecas do estrangeiro e também o conceito subjacente ao planeamento da Nova Biblioteca Central: o motivo da sua localização, o valor da obra, a expansão do projecto e as suas funções. Paralelamente, três mesas estão no centro da sala – uma para recolher sugestões dos visitantes, outra para quem queira ler o livro da história das bibliotecas públicas de Macau e ainda uma terceira que suporta uma árvore verde rodeada de vários livros sobre bibliotecas e projectos arquitectónicos.

Tong Mui Soi, que desempenhou o cargo de editora no Ou Mun Iat Pou, explicou ao PONTO FINAL porque razão julga a exposição vaga: “Não fornece muitos detalhes e apresenta uma disposição grosseira”. A antiga jornalista admite, no entanto, que a impressão com que ficou se deve ao facto de o projecto arquitectónico para o edifício só começar a ser trabalhado em 2018.

Tong gosta de ler jornais e frequenta as bibliotecas públicas do território para reencontrar amigos de longa data. A antiga editora do jornal Ou Mun leu em detalhe todos os painéis expostos: “Na verdade, a futura Biblioteca Central já a ficamos a conhecer na imprensa. O que está exposto aqui já foi mostrado nos jornais, então é mais ou menos o mesmo. Mas claro, a exposição contém um bocado mais”, disse Tong Mui Soi.

Mais tarde, um construtor civil de sobrenome Mak, que se recusou a dizer o seu nome completo, entrou. Visualizou rapidamente todos os quadros em alguns minutos e saiu sem colocar qualquer pergunta aos funcionários. Ao PONTO FINAL, o empresário mostrou-se satisfeito com as explicações do Governo, deixando claro que a preservação do valor patrimonial do prédio não o preocupava: “Penso que se vai manter o estilo arquitectónico original, ainda que hajam pequenas mudanças, mas os planos do Governo são de expandir a biblioteca apropriadamente”.

Mais tarde, uma idosa entrou. Wong Choi In não olhou para o conteúdo dos painéis, mas colocou algumas questões aos funcionários que ali se encontravam. Quis saber como será a biblioteca, a variedade de livros, se as actividades culturais que costumam decorrer no Antigo Tribunal se vão manter, bem como o  serviço de visitas guiadas.

Antiga funcionária pública, Wong nunca duvidou de que a obra da Nova Biblioteca Central possa mesmo vir a custar 900 milhões de patacas, até porque trabalhou no departamento público que realizava os planos orçamentais: “Se o dinheiro for gasto no sítio certo e fizer com que a biblioteca funcione melhor, então vale a pena gastar o dinheiro”, defende.

Wong Choi In espera que, depois de concluída a nova biblioteca, o Instituto Cultural implemente algumas actividades para incentivar a leitura entre pais e filhos: “Agora, enquanto os pais trabalham, há muitas crianças que brincam nos telemóveis e nos tablets”, observa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s