Apoio concedido pelo Fundo das Indústrias Culturais atinge um terço das candidaturas

Em 2016 – e até ao final de Outubro – o Fundo das Indústrias Culturais aprovou apenas 17 dos 45 projectos candidatos a financiamento, aos quais foram atribuídos 28 milhões de patacas. O montante é pouco significativo, tendo em conta que o organismo dispõe de um capital acumulado de 200 milhões de patacas para atribuição de apoios, seja em subsídios a fundo perdido ou através de empréstimos sem juros.

1-fundo

Sílvia Gonçalves

Entre 2014 e Outubro de 2016, o Fundo das Indústrias Culturais (FIC) aprovou 113 projectos, entre 400 candidaturas recebidas, o que se traduziu num apoio financeiro superior a 138 milhões de patacas. Os projectos de design, moda e vestuário, música, exposições, espectáculos culturais e cinema foram os mais beneficiados pelo organismo. Em 2016, o apoio concedido não foi além dos 28 milhões de patacas, atribuídos a 17 projectos, aprovados entre 45 candidaturas. À semelhança dos últimos anos, em 2017 o FIC disporá  de um financiamento de 200 milhões de patacas. No plano de acção do organismo, que se estende até 2018, figura o reforço do apoio financeiro, com enfoque na promoção das empresas, potenciando a participação das companhias candidatas em exposições e concursos no exterior.

Entre 2014 e Outubro deste ano, as candidaturas ao apoio financeiro do FIC chegaram sobretudo de empresas de média, pequena e micro dimensão que operam nas áreas do design, exposições, espectáculos e media digital, desenvolvendo a maior parte delas projectos de design, moda e vestuário, exposições e espectáculos culturais e cinema, esclareceram ontem os responsáveis pelo organismo, durante um encontro com a imprensa.

Davina Chu, membro do conselho de administração do Fundo das Indústrias Culturais, explicou que, para 2017, o organismo “tem 200 milhões de patacas para serem atribuídas em apoio financeiro”, sendo o montante “o mesmo”, dos últimos anos. A responsável revelou ainda que em 2016 –  e até ao final de Outubro – o FIC recebeu 45 candidaturas, tendo sido aprovados 17 projectos, 13 deles estreantes e os restantes quatro já em curso, aos quais foram atribuídos 28 milhões de patacas.

Dispondo o fundo de um financiamento de 200 milhões de patacas, como se explica a atribuição de um valor tão baixo? Davina Chu desmonta o equívoco: “Este fundo de 200 milhões é para todos os anos, é acumulado. Quando atinge o seu limite, o Governo pode dar mais dinheiro. Os projectos não são pagos de uma só vez. O montante é para cada ano, mas em cada ano ainda estamos a pagar projectos dos anos anteriores”, explica.

A administradora aponta os critérios da comissão de avaliação de candidaturas que determinam a aprovação dos projectos: “Temos que olhar para o nível operacional do projecto, se é viável quando for lançado no mercado. Temos que ter um projecto que seja explorado em continuidade, para ter lucro. Os jurados vão ver se os projectos trazem benefícios para Macau, o seu plano de marketing, em que mercados podem ser lançados, qual a equipa que os vai executar. Isto são elementos a considerar na avaliação”, sublinha Chu.

Leong Heng Teng, presidente do Conselho de Administração do FIC, acrescenta que são consideradas “a criatividade e originalidade do projecto e a viabilidade do seu plano”. Leong lembra, no entanto, que o principal investidor será sempre o candidato e exemplifica: “Se um projecto precisa de um milhão, o empresário tem que investir 800 mil. O investimento próprio é o principal, o do Governo é secundário”, afiança.

De acordo com a informação ontem facultada, grande parte dos 113 projectos aprovados entre 2014 e 2016 enquadra-se na área do design criativo (42 por cento). Para a área de media digital foi 27 por cento do financiamento, ficando as exposições e espectáculos culturais com uma fatia de 20 por cento.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s