Porquê Trump em Macau?

2-trum-atlantic-city-1

Há várias teses sobre as origens do aparecimento de Donald Trump no concurso do jogo de Macau. As mais comuns apontam para dois mentores: o antigo Chefe do Executivo da RAEM, Edmund Ho, ou o empresário Joseph Lau, tal como Donald Trump ligado ao sector do imobiliário.

Em relação a Edmund Ho, é conhecido que o ex-dirigente privava regularmente com os magnatas do jogo nos Estados Unidos, quando era apenas um banqueiro e político sem responsabilidades governativas em Macau, antes de 1999. Entre os empreendedores americanos que então conheceu encontrava-se Donald Trump. Quando foi decidida a liberalização do jogo, nada mais natural do que Edmund Ho convidar esse grupo de magnatas a apostar em Macau.

O PONTO FINAL procurou saber junto de Edmund Ho se foi essa a razão da participação de Donald Trump no concurso do jogo em Macau, mas o ex-Chefe do Executivo declinou comentar.

A outra hipótese é assim resumida por um observador da indústria do jogo, com responsabilidades administrativas à data do concurso: “Suspeito que a ligação tenha sido estabelecida por Joseph Lau. Através da Chinese Estates Holdings, ele, tal como Donald Trump, tinha uma forte presença no sector da construção civil. É verdade que Sio Tak Hong também opera no sector imobiliário, mas nunca teve grandes contactos fora da Grande China. E duvido muito que o sector do imobiliário de Macau tivesse atraído Donald Trump antes do concurso de 2001-2002”.

Também neste caso, Joseph Lau recusou comentar.

O PONTO FINAL pediu igualmente esclarecimentos sobre o assunto aos serviços de imprensa do agora candidato à Casa Branca, sem que tenhamos obtido resposta. Mas, em mensagem enviada ao Wall Street Journal, uma porta-voz do candidato do Partido Republicano, Hope Hicks, procurou desvalorizar o seu envolvimento no concurso do jogo em Macau: “Este não foi um negócio que o Sr. Trump tenha considerado de forma séria”, garantiu.

No entanto, mesmo depois de ter sido derrotado, Donald Trump não deixou de manter interesse numa presença em Macau. Desde logo quando disputou o facto de uma empresa em Macau a que não estava ligado se ter registado com o nome de Trump Companhia Limitada, para operar no sector da hotelaria e da restauração. Após uma longa batalha judicial que começou a travar em 2006, Donald Trump conseguiu já este ano que um tribunal de Macau reconhecesse o seu direito ao uso exclusivo da marca.

Que esta preocupação de Donald Trump com os direitos decorrentes das marcas registadas indiciavam uma nova investida no sector do turismo em Macau foi confirmado em Fevereiro de 2007, quando Ivanka e Donald Trump Jr., filhos do magnata, se deslocaram à RAEM para sondarem oportunidades de negócios com agentes locais ou a operar no território. Por essa altura o próprio Donald Trump terá vindo também a Macau, embora essa visita nunca tenha sido noticiada pela imprensa.

Meses depois, em Julho de 2007, era anunciado nos Estados Unidos que Donald Trump tinha chegado a acordo com a Melco Crown, de Lawrence Ho e James Packer, para emprestar o seu nome aos apartamentos de serviço que então estavam projectados para o City of Dreams. O condomínio chamar-se-ia Trump International, teria 650 apartamentos, ocuparia uma área de 1,3 milhões de pés quadrados e estaria pronto a habitar em 2009.

Hoje, mais de meia década decorrida, o projecto dos apartamentos de serviço nunca chegou a sair do papel, provavelmente porque o Cotai é zona reservada exclusivamente a hotéis e, à semelhança do que aconteceu com a Venetian, o governo de Macau dificilmente aprovaria o empreendimento da Melco Crown. Além disso, a eclosão da grande crise financeira de 2007 poderá também ter estado na origem do cancelamento do projecto.

Tal como em relação a muitas outras entidades referidas neste artigo, o PONTO FINAL procurou saber junto da Melco o que determinou a efémera entrada e saída de cena do agora candidato à Presidência dos Estados Unidos. E como antes, silêncio.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s