Chineses acreditam que Trump e Clinton serão melhores que Obama

 

87841875_155651541

Os chineses acreditam que qualquer um dos candidatos à Casa Branca – a democrata Hillary Clinton ou o republicano Donald Trump – será melhor do que o actual Presidente dos EUA na gestão de conflitos entre Pequim e Washington, revela uma sondagem.

Essa é a conclusão de um estudo de opinião realizado pela empresa de Singapura Blackbox Research para o jornal South China Morning Post, que começou a publicar os resultados este fim de semana, nas vésperas das presidenciais nos Estados Unidos, que se realizam na próxima terça-feira.

Nos primeiros dados divulgados, o periódico de Hong Kong destacou que 76 por cento dos asiáticos – dos quais 61 por cento chineses – votaria em Clinton, com base em questionários realizados entre 12 e 23 de Outubro a 3.614 pessoas na República Popular da China, no Japão, nas Filipinas, em Singapura, na Indonésia e na Coreia do Sul, revelando agora mais detalhes sobre as respostas recolhidas junto dos inquiridos na segunda economia mundial.

O estudo mostra que os chineses são mais optimistas sobre o futuro desenvolvimento das relações sino-norte-americanas que os seus vizinhos do continente asiático, apesar das habituais disputas entre as duas potências mundiais em domínios como a segurança na Internet ou a militarização do Mar do Sul da China.

Das 1.500 pessoas inquiridas em cidades de primeiro e segundo nível na China, mais de um terço (36 por cento) afirmaram que a actual relação bilateral China-EUA é “excelente”, atribuindo-lhe oito pontos numa escala de dez, o que dista bastante dos resultados apurados noutros países como a Coreia do Sul, onde apenas 5 por cento, qualificou os laços dos Estados Unidos de “bons”.

Mais de metade dos chineses entrevistados afirmou considerar que Trump geriria melhor que Obama os seguintes conflitos ou matérias: as disputas no Mar do Sul da China (54 por cento), a cooperação na área da segurança na Internet (59%), o comércio bilateral (57 por cento) ou a situação na península coreana (52 por cento).

Além disso, 51 por cento acredita que o magnata nova-iorquino interviria menos na Ásia do que o actual Presidente norte-americano.

Trump granjeia nesse campo mais apoio do que o recolhido por Clinton – nessa comparação com Obama – apesar de a candidata ter obtido um maior nível de confiança entre os chineses inquiridos relativamente a temas como protecção dos direitos humanos ou da propriedade intelectual.

Em termos globais, um número ligeiramente maior de inquiridos na China acredita que Clinton seria melhor do que Trump a construir relações mais próximas entre Pequim e Washington, com 52 por cento versus 48 por cento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s