Tcheka no palco do Dom Pedro V para um concerto intimista

É considerado um dos expoentes da música contemporânea de Cabo Verde . Cantor e compositor, senhor de uma voz difícil de catalogar, Tcheka actua no próximo domingo no Teatro Dom Pedro V.

1-tcheka

Os ritmos da morna cabo-verdiana misturam-se com o folk e o jazz norte-americanos na voz de um dos nomes mais badalados do panorama da música contemporânea de Cabo Verde. Desconhecido no território, Tcheka apresenta no próximo domingo “Skarera” no Teatro Dom Pedro V.

Nas composições de Tcheka manifesta-se um diálogo persistente entre diversos géneros musicais. A música do cantor cabo-verdiano, de 43 anos, não é mais do que o resultado do transporte para novas expressões dos ritmos tradicionais do batuco, do finasson, do funaná, da morna ou da coladera. A Lusafrica, uma das maiores editoras do mundo do género da world music, considera-o um “indubitável jovem mestre de uma arte que ele próprio inventou, cuja essência é difícil de compreender”.

“A música do Tcheka é uma música de fusão, mas acaba por ganhar um estilo próprio que nem se parece com uma coisa nem com outra. Ao ouvi-la sentimos as influências tanto da música de Cabo Verde como dos outros géneros”, disse ao PONTO FINAL Humberto Évora, o presidente da Associação de Divulgação da Cultura Cabo-verdiana (ADCC), entidade que promove o concerto agendado para o próximo domingo.

“A oportunidade surgiu da filosofia pela qual se guia a nossa associação e que passa por divulgar a cultura de Cabo Verde nas suas várias vertentes”, explicou o também clínico. “O Tcheka, sendo um grande artista cabo-verdiano, ou mesmo a nível internacional, acedeu facilmente ao nosso convite e tem a vantagem de não ter um grupo demasiado grande, o que iria aumentar muito as despesas”, admite Humberto Évora. “Fizemos a proposta e obtivemos os apoios necessários e daí foi a combinação da melhor altura para ele vir”, rematou o dirigente.

No concerto do próximo Domingo, Tcheka far-se-á acompanhar pelo percussionista angolano N’du Carlos, num espectáculo que promete ser intimista. O palco da sala de espectáculos do centenário Teatro Dom Pedro V – com as cadeiras dispostas em forma de concha – vai receber concerto que se prefigura como “semi-público, semi-concerto familiar” a pensar num “público interessado, que goste deste tipo de música”, sublinha o presidente da Associação de Divulgação da Cultura Cabo-verdiana.

A entrada é livre, mas os bilhetes deverão ser levantados previamente na Livraria Portuguesa ou no IPOR. A actuação de Tcheka, agendada para as 18h30,  assinala o dia da Cultura cabo-verdiana, sendo a Associação de Divulgação da Cultura Cabo-verdiana a principal responsável pela organização do certame. JF

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s