Raymond Tam quer novo modelo para a gestão de resíduos sólidos

3-raymond-tam

O director dos Serviços de Protecção Ambiental, Raymond Tam Vai Man, defendeu ontem, aos microfones da emissora em língua chinesa da Rádio Macau,  um novo modelo de gestão para o aterro de resíduos sólidos de Coloane.

Raymond Tam foi o convidado especial de ontem do programa “Fórum Macau”. O responsável reiterou a intenção, por parte do Governo, de ao longo dos próximos dez anos garantir uma queda de 30 por cento per capita na produção de resíduos sólidos. A obtenção de um tal desígnio deverá passar por soluções como a separação e posterior reciclagem dos  detritos produzidos pelo sector da construção civil.

O director da DSPA lembrou ainda que Macau produz diariamente 1400 toneladas de lixo, um valor próximo da capacidade máxima da Central de Incineração de Resíduos Sólidos do território, que é de 1700 toneladas.

A Direcção dos Serviços de Protecção Ambiental deve apostar, por isso, na expansão da capacidade de incineração da estrutura, que no futuro deverá estar também dotada de capacidade para processar resíduos de natureza orgânica.

Raymond Tam reconhece que os indicadores relativos à recolha e tratamento de lixo têm piorado ao longo dos últimos meses: a taxa de recuperação de resíduos de construção caiu mais de 30 por cento nos três primeiros trimestres do ano face ao mesmo período do ano passado.

Raymond Tam lamenta ainda que a taxa de reciclagem em organismos públicos seja de apenas de oito por cento e assume como desafio a tarefa de promover práticas de reciclagem.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s