Investidores defendem que póquer é um desporto e querem torná-lo mais popular no Continente

A Mediarex Sports and Entertainment aposta em mudar o paradigma em relação à forma como o póquer é entendido. A empresa quer que o jogo seja visto como um desporto. Um dos objectivos é entrar em força no mercado da República Popular da China.

1-poker

Numa altura em que a República Popular da China aposta forte em promover o desporto de  alta competição no país, em modalidades colectivas como o râguebi ou o futebol, um grupo de investidores quer demonstrar que o póquer também é um desporto. A aposta parte do grupo Mediarex Sports and Entertainment, que conseguiu recolher 4,9 milhões de dólares norte-americanos para mudar a face do jogo, apresentando-o como um desporto, na dimensão mais tradicional do termo.

“É um desporto para a mente, um jogo que exige talento”, defendeu o empresário Alexandre Dreyfus, da empresa, Mediarex Sports and Entertainment, em declarações ao jornal South China Morning Post. “Se apenas jogarmos um jogo, vemos que há um grande elemento de sorte, mas quando se joga regularmente percebe-se que é um jogo que exige perícia e que esse é o elemento predominante”, frisou.

“Desde há quatro anos, quando comprámos o Global Poker Index [o ranking mundial para jogadores de póquer], são sempre os mesmos jogadores que estão no topo. Isto mostra que um torneio de póquer é um jogo competitivo, tal como os desportos electrónicos. E o nosso objectivo é fazer do póquer uma modalidade estruturada”, acrescentou ao diário da vizinha Região Administrativa Especial de Hong Kong.

O objectivo de Alexandre Dreyfus é que a entidade gerida pela sua empresa – a Liga Global de Póquer (GPL, na sigla inglesa) – que conta com 72 jogadores e 12 equipas de vários países, se torne no equivalente da NBA, no basquetebol, ou da Liga dos Campeões, no futebol. Nesta estratégia, o mercado chinês é considerado fundamental.

Na República Popular da China, a GPL conta com o apoio da empresa produtora de conteúdos audiovisuais Sina Sports, que é o órgão de comunicação oficial da liga. O objectivo desta empresa passa por criar um canal que explique as regras ao público e que leve à criação de equipas no Continente, sendo que em Hong Kong já existe uma equipa, a Stars.

“O formato Texas hold’em não faz parte das raízes culturais da China, mas nos últimos anos graças à oferta de aplicações móveis grátis com esta vertente do póquer este cenário está a mudar”, disse Dreyfus, que sublinha que quase 100 milhões de chineses fizeram o download das aplicações em causa.

“Há uma nova geração de pessoas de colarinho branco, bem educadas e influentes que adoram ao jogo e jogam de forma regular”, acrescentou o investidor ao South China Morning Post.

No entanto, o maior problema com que Dreyfus se depara prende-se com o facto do jogo ser ilegal no Continente. Mesmo nos Estados Unidos da América houve uma campanha contra vários portais online nos quais era possível jogar, o que na altura fez com que a expansão no número de praticantes de póquer fosse severamente afectado.

No entanto, Dreyfus tem uma leitura diferente da importância do póquer para quem o joga, uma vez que defende que num torneio de póquer os praticantes mais focados em derrotar os adversários do que no dinheiro que podem ganhar:

“Não concordo de todo que o póquer seja um jogo que se foque no dinheiro. Existem dezenas ou mesmo centenas de milhões de indivíduos que jogam póquer no Facebook ou aplicações móveis apenas por diversão. Este jogo não tem como objectivo fazer dinheiro, mas antes ganhar e derrotar os rivais”, defendeu.

Neste sentido, o grande desafio para Dreyfus passa por convencer o Governo do Central que o póquer não é um jogo de dinheiro. O desafio não é pequeno e ainda no ano passado foram presas 98 pessoas numa operação que visou salas de póquer ilegais em várias cidades do Continente.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s