“A partilha é o substrato da comunicação”

“Learn by doing” é a pedra basilar do curso de Comunicação e Media da Universidade de São José. A exposição “Share”, coordenada por José Manuel Simões, mostra a “apetência para realizações práticas” dos estudantes da USJ. A mostra vai estar patente ao público na Creative Macau entre 9 de Novembro e 3 de Dezembro.

1-creative

Os alunos da Faculdade de Indústrias Criativas da Universidade de São José (USJ) vão ter os seus trabalhos expostos na Creative Macau, numa exposição que reúne quatro áreas fundamentais: a fotografia, o design gráfico, o vídeo e o áudio. O acervo dos trabalhos dos estudantes do curso de Comunicação e Media foi seleccionado pelos docentes da instituição, sendo a última palavra a do director do curso.

“No todo, a exposição intitula-se ‘SHARE’”, disse ao PONTO FINAL José Manuel Simões, director do curso de Comunicação e Media, “porque a ideia de partilha é o substrato, o fundamento da comunicação. Comunicação quer dizer tornar comum, e tornar comum só é possível com essa ideia de partilha, de troca, de entrega e é isso que está inerente aos trabalhos desta exposição”, explicou ao PONTO FINAL.

A exposição materializa-se desde há cinco anos e marca presença anual e assídua na Creative Macau, no edifício do Centro Cultural de Macau. O acervo da mostra inclui uma vasta miríade de formatos de media que reflectem a abordagem multidisciplinar do programa do curso. Contudo, os trabalhos fotográficos são predominantes e já estiveram expostos em vários outros locais da cidade, como a Casa Garden, a Escola das Nações ou a Fundação Oriente. Também já chegaram ao estrangeiro, a Taiwan.

Lúcia Lemos, coordenadora da Creative Macau – Centro de Indústrias Criativas, considera importante mostrar o que os alunos fazem dentro da universidade ao público em geral: “O facto de trazer os trabalhos para fora da universidade, mostra o que as escolas ensinam e o que os alunos têm capacidade de fazer”.

A Creative Macau pode ser considerada uma plataforma de lançamento para uma possível carreira profissional. De acordo com a coordenadora do Centro de Indústrias Criativas, “o público em geral interessa-se, mas há algumas pessoas que vêm com um objectivo. Por exemplo, as empresas de produção ou design vêm muitas vezes para ver que tipo de trabalhos os alunos estão a desenvolver provavelmente para os poderem contactar, o que acontece a muitos. Querem sempre recrutar novas pessoas porque trazem novas ideias”, explica.

A sessão de abertura da exposição está agendada para o dia 9 de Novembro, pelas 18h30 e a mostra estará patente ao público até ao dia 3 de Dezembro. A entrada é livre.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s