Mulher violada e esfaqueada por colega de trabalho encontra-se fora de perigo

 

2-crime

Um indivíduo da República Popular da China violou uma colega da loja onde ambos trabalhavam, tendo-a depois esfaqueado no pescoço e atirado para um contentor do lixo, noticiou a emissora em língua chinesa da Rádio Macau. Depois de encontrada pelas autoridades, a mulher foi encaminhada para o Centro Hospitalar Conde de São Januário, encontrando-se já fora de perigo. O suspeito admitiu a autoria do crime.

Na noite de sábado, a Polícia de Segurança Pública (PSP) recebeu a denúncia de que uma mulher, com uma lesão no pescoço provocada por uma faca, foi encontrada dentro de um contentor do lixo na Avenida General Castelo Branco, junto ao edifício Mayfair Garden. De acordo com a Ou Mun Tin Toi, quando a Polícia de Segurança Pública encontrou a vítima, a sua veia jugular estava cortada e a parte de cima do corpo estava despida, encontrando-se a mulher extremamente confusa. A vítima foi levada para o Centro Hospitalar Conde de São Januário, tendo as autoridades adiantado ontem que a jovem se encontra fora de perigo.

A Polícia Judiciária considerou o caso como injúria agravada e ainda na manhã de ontem deteve um indivíduo envolvido no caso, tendo sido levado para prestar declarações. A Polícia Judiciária referiu que o suspeito deverá ser acusado de tentativa de homicídio e violação.

A Rádio Macau referiu ainda que a PJ identificou a vítima como sendo uma residente de cerca de vinte anos e que o seu pescoço apresentava cortes com 13 centímetros. Suspeito e vítima trabalhavam numa loja de bebidas take away. Na tarde de sábado, o suspeito terá encontrado a vítima indisposta na sala de descanso da loja. Violou-a e fê-la tomar tranquilizantes para animais, tendo-lhe infligido mais tarde ferimentos no pescoço. O indivíduo colocou depois a mulher no interior de um contentor, que arrastou até ao ponto de recolha no cruzamento da Avenida do Conselheiro Borja com a Avenida do General Castelo Branco, tendo depois regressado à loja. A PJ referiu que o suspeito deixou depois Macau através do posto fronteiriço das Portas do Cerco, tendo sido detido na manhã de ontem quando regressava à loja, altura em que admitiu ter cometido o crime.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s