Macau com participação positiva em regata marcada pela ausência de vento

1-navegacao

A selecção de vela de Macau  mostrou-se satisfeita com a sua participação na 10.ª Edição da Taça da China, que se realizou entre sexta-feira e domingo, ao largo da cidade de Shenzhen. À hora de fecho desta edição do PONTO FINAL – e quando ainda não tinham sido anunciados os resultados finais – a equipa do Território ocupava o sétimo lugar entre as dez participantes.

“Os resultados estão mais ou menos dentro das expectativas. Este ano estávamos a apontar para ficar num resultado como este, ou seja que não fosse tão mau como no ano passado. Julgo que conseguimos um desempenho aceitável”, disse Carlos Costa ao PONTO FINAL. O co-navegador da equipa falhou a prova devido a lesão.

O evento enfrentou vários contratempos, principalmente na sexta-feira, devido à ausência de vento, o que fez com que as corridas agendadas para esse dia não pudessem ser realizadas: “No primeiro dia não houve vento de todo e não se conseguiu competir. Em relação a ontem só se conseguiram fazer duas regatas e em ambas ficamos na oitava posição”, explicou.

Uma vez que a classificação geral da prova é apurada com uma média das classificações nas diferentes corridas, a regularidade da formação de Macau valia-lhe à hora de fecho o sétimo lugar entre as dez equipas participantes.

Esta participação serve também como motivação para a equipa de Macau voltar a competir na regata do próximo ano. Isto numa altura em que os desportos náuticos estão em franca expansão no território: “Creio que vamos participar para o ano. É uma competição que veio para ficar e que está a crescer. O ano passado ninguém ouvia falar em desportos náuticos em Macau e hoje em dia já não é assim. Há também directivas do Governo Central para se desenvolver a actividade náutica”, defendeu Carlos Costa.

Em termos da classificação geral, apesar do favoritismo assumidos pela China, a equipa do Continente não conseguiu traduzir este domínio no resultado final:  “A China que era uma das favoritas, acabou por ser eliminada, num das corridas. E noutra também não teve o resultado esperado, o que mostra que não se estão a entender com a embarcação”, explicou Carlos Costa.

À hora de fecho, os resultados davam a equipa de Omã no primeiro lugar, depois de ter conseguido dois primeiros lugares nas corridas realizadas no sábado.

 

J.S.F.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s