Calçada do Gaio: O mal já está feito, defende Tam Chi Kuong

3-calcada-do-gaio

O Governo deu, no final da semana passada, luz verde à conclusão de um empreendimento imobiliário situado na Calçada do Gaio cuja conclusão esteve vários anos embargada devido à dimensão da obra.

Depois de ter consultado o Instituto Cultural, a DSSOPT autorizou a conclusão do prédio nos trâmites inicialmente definidos pelo construtor. Os dois organismos concluíram que o edifício não afecta a integridade patrimonial da zona tampão que circunda o Farol da Guia.

Tam Chi Kuong, presidente da Associação dos Embaixadores do Património de Macau, tem a opinião contrária e diz mesmo a autorização agora concedida pelo Executivo não vai mudar nada, até porque o mal já está feito. Tam defende que em vez de leniência, o Governo devia mostrar mão forte e exigir que o promotor do edifício destruísse os trinta metros que ergueu ao atropelo da Lei, informa a emissora em língua chinesa da Rádio Macau.

O presidente da Associação dos Embaixadores do Património de Macau defende que é preferível gastar dinheiro do erário público no pagamento de uma eventual compensação do que arriscar a integridade da paisagem patrimonial do território. Tam Chi Kuong sugere que o Governo mantenha em aberto outras alternativas que não a construção e exorta o Executivo a ouvir a população do território.

about the legal lawsuit and compensation materials involved.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s