Grémio dos Ourives de Macau quer oferecer cursos de joalharia

 

3-ouro

Representantes da Direcção de Serviços de Economia e o Grémio dos Ourives de Macau visitaram durante os últimos dias mais de uma centena de ourivesarias e de casas de penhores com o objectivo de recolher amostras dos produtos comercializados naqueles estabelecimentos. Com a iniciativa, o Governo e a maior associação do sector querem tomar o pulso à pureza das gemas e materiais nobres vendidos no território. As amostras recolhidas deverão posteriormente ser enviadas para Hong Kong, onde serão submetidas a análises laboratoriais.

Lei Chi Fong, presidente do Grémio dos Ourives de Macau, lembrou que o organismo que dirige tem vindo a discutir com o Governo a possibilidade de avançar para a criação de cursos de joalharia. O responsável quer, no entanto, que o Executivo homologue oficialmente as formações, de forma a garantir a credibilidade dos cursos, tornando-os mais apelativos a eventuais candidatos.

Lei Chi Fong comentou também uma das principais inovações registadas nos últimos anos no seio da indústria, o aumento da aceitação dos diamantes sintéticos junto das novas gerações. O  responsável  dá por bem vinda a mudança de hábitos, mas reconhece que as empresas e os profissionais do sector têm de se actualizar e de aprimorar métodos face à vulgarização de novos materiais.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s