Festival Premiers Plans cresce em Macau e introduz vertente formativa

A Alliance Française volta a trazer a Macau uma selecção de filmes do Festival Premiers Plans d’Angers. Depois de, nos últimos dois anos, estar resumido a uma noite, o Premiers Plans estende-se este ano no território ao longo de uma semana e inclui workshops na programação. Um crescimento justificado com a entrada em cena de apoios da Fundação Macau.

guillaume-senez-3

Sílvia Gonçalves

Pelo terceiro ano consecutivo o Festival Premiers Plans chega a Macau, trazido pela Alliance Française. O evento, que passa pela Cinemateca Paixão, pela Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau (MUST) e ainda pelo Cineteatro Macau, apresenta uma selecção de filmes projectados na edição deste ano do Festival Premiers Plans d’Angers, que decorre anualmente naquela cidade francesa desde 1989. A edição em Macau estende-se ao longo de uma semana e conta com vários workshops no programa. A expansão fica a dever-se à introdução, este ano, do apoio da Fundação Macau. Concentram-se no Outono dois dos grandes eventos dinamizados no território pela instituição francófona. A 26 de Novembro arranca mais uma edição do Festival de Música Sacra e Barroca, que, ao longo de quatro dias, apresenta três ‘ensembles’ franceses.

“Este festival já está na China há muitos anos, está em Pequim e em três cidades de Shandong. Fui eu que o trouxe para Macau há dois anos, mas era um evento de uma só noite. Agora fazêmo-lo maior graças ao apoio da Fundação Macau. Este ano é diferente porque é a semana toda, e não são só projecções de filmes, há também workshops”, conta Xavier Garnier ao PONTO FINAL.

O festival, que ocupa toda esta semana, arrancou na segunda-feira com a projecção do filme “Qui Vive”, da realizadora francesa Marianne Tardieu. A cineasta realizou, entre ontem e hoje, um workshop sobre realização de filmes, em conjunto com o professor Xu Feng, da Academia de Cinema de Pequim: “Hoje e amanhã [ontem e hoje] alguns alunos da MUST, que pertencem à academia de artes do cinema, estão a trabalhar com a realizadora Marianne Tardieu, para que sejam formados por esta realizadora francesa”.

O director da Alliance Française em Macau revela uma intenção mais ampla de propiciar a estes estudantes a possibilidade de estudarem também em França: “A ideia é que estes estudantes mais tarde vão para França, para estudar como fazer um primeiro filme. Porque o ‘Premiers Plans’ não é só um festival, mas também organiza workshops. Todos os anos em Agosto eles organizam workshops com novos realizadores da Europa. Pessoas de toda a Europa podem obter formação para filmarem o seu primeiro filme. Agora estamos a fazê-lo em Macau, até porque na MUST há uma academia e no ano que vem eles querem abrir um mestrado em cinema. Este é um projecto a longo prazo, não são só projecções, mas também formação e workshops”, revela Garnier.

A parceria entre a edição em Macau do Festival Premiers Plans e a Universidade de Ciência e Tecnologia é mesmo para continuar: “No próximo ano vamos cooperar novamente com a MUST, e vamos convidar novamente alguns realizadores franceses, para darem formação aos estudantes. O projecto é que, no futuro, todos os anos convidemos alguns realizadores europeus, premiados no festival, para ensinar os estudantes da MUST”, revela Garnier. “Este ano é uma primeira experiência. Este ano eles sabem algo de fotografia, de cinema, mas não são especializados, mas no próximo ano teremos alguns alunos especializados. Dentro de dois ou três anos, se as pessoas aqui estiverem bem formadas, talvez haja o objectivo de apresentarem o seu primeiro filme em Angers. Mas vai levar tempo, primeiro temos que os formar”, salienta o director da Alliance Française no território.

Já hoje, repete-se a projecção da película “Qui Vive”, na Cinemateca Paixão, às 20 horas. Amanhã, a MUST recebe um seminário, conduzido pelos realizadores Marianne Tardieu e Xavier Massé e o professor Xu Feng. Na sexta-feira é projectado na MUST, às 15h30,o filme “Crache Coeur”, de Julia Kowalski, que conta com a presença da realizadora francesa. O programa encerra no sábado com a projecção, no Cineteatro, às 10h30, do filme “Keeper”, do realizador belga Guillaume Senez, que também estará presente na sala. A película recebeu o Grande Prémio do Júri na edição deste ano do Festival Premiers Plans d’Angers.

Em Novembro, segue-se o próximo grande evento da Alliance Française em Macau, o Festival de Música Sacra e Barroca, já organizado no ano passado. O cartaz deste ano tem início a 26 de Novembro, às 20 horas, na Igreja de S. José, com o agrupamento “Les Sacqueboutiers”. A 29 de Novembro, às 20 horas, a Igreja de São Domingos recebe o ‘ensemble’ Amarillis. A 30 de Novembro, à mesma hora, junta-se aos dois anteriores agrupamentos o ‘ensemble’ Sprezzatura, na Casa do Mandarim. Os Sprezzatura fecham o programa, a 2 de Dezembro, também às 20 horas, na Igreja de S. José.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s