Autoridades chinesas detêm três gestores de topo da Crown

Os três executivos fazem parte de um grupo de 18 funcionários do grupo australiano que foram detidos em várias cidades da China. Entre os gestores visados está Jason O’ Connor, responsável da Crown Resorts pelo pelouro dos grandes apostadores.

1-crown
Generated by IJG JPEG Library

As autoridades chinesas detiveram 18 funcionários do grupo australiano Crown Resorts, empresa que mantém no território uma parceria com a Melco International Development para a exploração de uma das seis concessões e sub-concessões de jogo atribuídas pelo Governo.
Entre os detidos estão pelo menos três gestores de topo da operadora de jogo australiana, noticiou o “The Sydney Morning Herald”, que adianta ainda que as detenções terão sido conduzidas na sequência de uma operação policial coordenada entre diversas entidades do Continente e que visou em exclusivo as estratégias de marketing do grupo australiano dirigidas para o mercado chinês.
Entre os funcionários de topo detidos pelas autoridades chinesas está Jason O’Connor, director executivo da Crown Resorts responsável pelo pelouro dos grandes apostadores. O gestor, que é um dos principais dirigentes da operadora de jogo australiana, é responsável pela gestão de um programa concebido para atrair jogadores VIP da República Popular da China ao casino Crown, que a empresa explora em Melbourne.
De acordo com o “The Sydney Morning Herald”, as detenções, que ocorreram na noite da última quinta-feira, visaram também vários funcionários locais da Crown Resorts e representantes do grupo em cidades como Pequim, Xangai ou Chongqing. Ao que apurou o PONTO FINAL, as detenções não estão relacionadas com as operações da Crown Resorts, através da Melco Crown Entertainment, em Macau.
Os três gestores de topo do grupo australiano terão sido detidos no âmbito de uma visita de negócios ao Continente. Até meados da tarde de ontem, e de acordo com uma porta-voz da Crown Resorts, ainda não era conhecido o teor das acusações dirigidas contra os funcionários da empresa, nem em que condições terão sido interrogados: “A Crown acredita que um número indeterminado dos nossos funcionários foram ou estão a ser interrogados pelas autoridades locais. Neste momento, não nos é possível avançar com quaisquer outros detalhes”, afirmou a porta-voz.
As autoridades do Continente lançaram em 2013, pouco após a chegada de Xi Jinping ao poder, uma campanha anti-corrupção destinada a combater a saída avultada de capitais através de redes informais, como as que operavam nas salas VIP dos casinos do território. Com a entrada em vigor de regras mais estritas e a perda relativa de importância do sector VIP, foram muitos os agentes das operadoras de outras jurisprudências que tentaram capitalizar com o reajustamento do mercado em Macau.
Apesar da publicidade directa ao jogo ser proibida na República Popular da China, são muitos os operadores estrangeiros que controlam a proibição ao promoverem as unidades hoteleiras ou as cidades onde os casinos estão localizados. A prática, que as autoridades do Continente vêm como cada vez mais insidiosa, levou vários analistas do sector do jogo a emitir recomendações às empresas do sector em que sublinham não apenas o aumento do número de avisos públicos emitidos pela polícia chinesa, mas também a detenção, no ano passado, de 13 representantes de um casino sul-coreano na República Popular da China.
O Governo australiano já reagiu às detenções. As autoridades de Camberra garantem que estão ao corrente da situação, sublinhando que “responsáveis consulares estão a tentar confirmar estas informações com as autoridades chinesas”.
A Crown Resorts opera casinos em todo o mundo, incluindo em Macau. No território as receitas do jogo estiveram mais de dois anos em queda, impulsionadas, pelo menos em parte, pela campanha anti-corrupção em marcha no Continente que afastou da cidade muitos grandes apostadores. As receitas voltaram, entretanto, a terreno positivo em Agosto e em Setembro.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s