Birmânia: Novos ataques fazem 10 mortos

 

47 soldiers killed in northern Myanmar, state media says

Dez pessoas morreram anteontem no oeste da Birmânia em confrontos entre homens armados e o exército. Os militares foram enviados para a zona depois de a polícia fronteiriça ter sido alvo de uma ataque fronteiriço, noticiou ontem a imprensa estatal birmanesa.

Os confrontos ocorreram no distrito de Maungtaw, no problemático estado de Rakhine, quando um grupo de soldados foi atacado. A investida ocorreu na mesma zona que no domingo foi palco de três ataques.

Noutra zona do mesmo distrito, um grupo de cinco atacantes disparou contra um posto fronteiriço e queimou 25 casas de um bairro onde se estavam escondidos antes de fugirem.

Os distúrbios em Maungtaw já causaram 40 mortos entre polícias, militares, atacantes e moradores na zona. Nos últimos anos houve em Rakhine vários casos de violência entre a perseguida minoria muçulmana ‘rohingya’ e a maioria budista.

As autoridades detiveram seis pessoas, duas na segunda-feira e quatro no dia seguinte, relacionadas com os ataques aos postos fronteiriços.

Mais de um milhão de ‘rohingya’ vivem em Rakhine. Esta minoria vive na Birmânia desde há séculos, mas os seus membros não são reconhecidos como cidadãos do país, sendo considerados imigrantes bengalis.

Cerca de 120 mil vivem confinados em 67 campos daquele estado, com restrições, desde 2012, quando uma onda de violência causou 160 mortos.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s