Caldeira Cabral: “Ainda muito por fazer na cooperação Portugal-China”

 

3-caldeiraO ministro da Economia de Portugal, Manuel Caldeira Cabral, fez ontem, durante a quinta Conferência Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, um balanço positivo relativamente ao incremento das relações económicas entre a República Popular da China e Portugal, mas considera que há ainda um longo caminho a percorrer: “No caso de Portugal, existe já uma boa colaboração com a China nos sectores financeiro e da energia. Mas há outras pontes a explorar, nomeadamente, o do turismo e o do imobiliário”, referiu o governante português. Manuel Caldeira Cabral afirma-se optimista relativamente aos últimos desenvolvimentos observados nessas áreas: a nova ponte aérea Hangzhou-Pequim-Lisboa, a inaugurar dentro de seis meses para fomentar a ida de turistas chineses, e o programa dos chamados vistos “gold”, que tem facilitado a obtenção de vistos a potenciais investidores da China.

Para o ministro português, por outro lado, há ainda muito por fazer em termos de envolvimento da China no sector industrial português. Caldeira Cabral aproveitou para reiterar a disponibilidade do país para funcionar como uma porta de entrada da China na Europa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s